Pesquisar Assuntos Neste Blog

25 de abr de 2013

A Dor do Abandono




            Fatores Limitantes: Recentemente tomei conhecimento de que sou adotada. A divulgação desse fato causou em mim uma aflição pungen­te, a dor do abandono, que jamais tinha experimentado. Desde criança sempre fui muito curiosa; em várias circunstâncias cheguei a descon­fiar de que algo não estava bem esclarecido quanto a meu nascimento. Minhas perguntas a meus pais eram freqüentemente deixadas sem res­posta. Essa revelação abrupta fez com que eu sofresse um enorme impacto emocional. Estou necessitando de uma orientação! Como o Espiritismo vê a adoção de crianças?

Expandindo nossos horizontes:

Reconheço que sua alma foi ferida pela rudeza da vida terrena, e que amarga soledade lhe enche os olhos de pranto. A sua paz virá, no entanto, como conseqüência, quando você acei­tar verdadeiramente que é, como todo ser humano, um espírito imortal em aprendizagem de amor neste planeta.
O  Espiritismo não vê diferença entre um filho con­sangüíneo e um adotado.
Ambos são transitários. Não importa por qual meio os filhos vieram, o fundamental são as aprendiza­gens que eles vivenciam ou o que assimilam durante sua perma­nência na família terrena.
Existe um receio dos pais de que a revelação a uma criança adotada dos fatos verídicos de seu nascimento possa ocasionar res­sentimento, insegurança, traumas, enfim distúrbios emocionais e soci­ais. Esse temor é procedente, mas se o esclarecimento for feito em clima de naturalidade, de forma tranqüila e amorosa, a criança aceita­rá pacificamente sua condição de filho adotivo.
Quando se trata do assunto adoção, deve-se responder a qualquer pergunta que o menor fizer. Um adiamento na resposta pode gerar desconfiança, estremecer o relacionamento familiar e até mesmo destruir os laços de afetividade.
Não minta à criança, não invente desculpas ou fantasias. Ela poderá fazer comparações entre as informações recebidas dos pais e as transmitidas por parentes próximos.
Ao deixarem de esclarecer esse fato importantíssimo da vida dela, estarão errando duas vezes: abalando a segurança e o apoio que ela espera receber; e deixando-a ao bel-prazer de qual­quer pessoa leviana que venha a fazer tal revelação, por maledicência e sem nenhuma consideração. Como exemplos, um desentendimento escolar, uma briga na rua ou uma empregada menos avisada.
Seja o pai, seja a mãe, quem for questionado deve respon­der. Os pais não devem fazer “jogo de empurra” entre si, quan­do forem inquiridos. Cabe-lhes, sim, aclarar o assunto sem ne­nhuma inibição, de forma simples e objetiva, nunca envolvendo as respostas em reservas ou restrições. Mas explicar apenas o que foi perguntado, sem antecipar nada, evitando com isso exci­tar a curiosidade infantil. Ela despertará naturalmente, conforme suas necessidades interiores.
Uma orientação satisfatória se constituirá de:
Uso de termos compreensíveis, para que a criança possa entender com facilidade;
Não insistência quando o menor não demonstrar interesse por um determinado assunto;
Utilização de respostas curtas e precisas, ou seja, sem explicações prolongadas;
Aproveitamento de ocasiões propícias, quando os fi­lhos perguntam espontaneamente;
Sentimento brando e atencioso, caso surjam novas inda­gações em outras circunstâncias.
A Ordem Divina é amor e sabedoria. Nada acontece sem uma razão justa. Não importa o que você fez ontem, o importante é o que está fazendo agora. Na Terra, o tempo e o espaço são dire­trizes que tecem o mundo das ilusões. Se você não tiver total aceitação do seu passado e do seu presente, não terá uma verda­deira paz interior. Só se alcança a felicidade quando se vive no presente. Reconcilie-se com seu passado e planeje realizações para o futuro.
A “garoa do desabrigo” cai sobre sua alma, e uma sensa­ção de mal-estar envolve todo o seu ser. Aceite, porém, o que não pode ser modificado; isso lhe trará tranqüilidade íntima; a ansie­dade desaparecerá e você poderá entender melhor os fatos de sua caminhada. Perceba que tudo está certo do jeito que está; confie, Deus está no leme de toda existência humana.
As Leis Divinas reúnem as pessoas para que se conheçam melhor, se harmonizem, dissolvendo antigos problemas e reto­mando lições inacabadas.
Essa situação constrangedora que ora está vivendo objetiva unicamente o seu bem-estar e felicidade. As dores estão apenas motivando seu aprendizado. Vença seus desafios e se torne cada vez mais segura e forte.
Os filhos adotivos, em muitas ocasiões, não notam que a adoção, ao contrário do que imaginam, é um testemunho expressivo de amor: eles foram escolhidos livre e espontaneamente por seus pais afins. Por isso, agradeça sempre a Deus por essa oportunidade de crescimento ter recaído em você.
Tome a Natureza como exemplo. Nela estão as mãos in­visíveis do Criador agindo em toda parte.
Certas aves têm uma tendência para adotar ninhos e ovos de outros pássaros. O instinto de alimentar leva a fêmea adulta a não fazer distinção entre seus filhotes e os adotados, quando de­posita comida nos bicos escancarados.
Diversos animais amamentam a ninhada, deitando-se de lado para acomodar as pequenas crias e dispensando cuidados não apenas aos próprios filhos mas também aos órfãos que por ali se encontram.
Na linguagem das flores, os cravos amarelos significam desprezo e abandono.
Segundo a lenda grega, quando Adônis desprezou Vênus, ela chorou compulsivamente pelos bosques e florestas; os cravos brotaram onde suas lágrimas caíram.
Não guarde junto a seu coração um ramalhete de cravos amarelos. Acenda sua luz interior, semeia em seu coração os valores do bem. Não se esqueça: toda vida é sagrada e todos so­mos filhos amados de Deus, vivendo temporariamente na Terra.





CONVIVER E MELHORAR
ESPIRITO  -  Lourdes Catherine
MEDIUM  - FRANCISCO DO ESPIRITO SANTOS NETO

0 comentários:

Postar um comentário

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes