Pesquisar Assuntos Neste Blog

CAMPANHA LANÇA NOVELA 'AMOR ETERNO AMOR'




A campanha de lançamento da nova novela das seis, ‘Amor Eterno Amor’, entra em sua segunda fase com a publicação de anúncios nos principais jornais e revistas de circulação nacional do país. Criada pela Central Globo de Comunicação, a peça segue o mesmo conceito dos dois teasers que já foram ao ar e da obra em si, de que o amor verdadeiro é para sempre. E assim como nos teasers, um efeito de pintura sobre vidro foi aplicado sobre os atores nos anúncios impressos.

‘Amor Eterno Amor’, que estreia nesta segunda-feira, dia 5 de março, é uma jornada em busca de um grande amor do passado. O que a empresária Verbena Borges (Ana Lúcia Torre) sente por Rodrigo (Gabriel Braga Nunes), seu filho desaparecido. E o que Carlos (Caio Manhente/Gabriel Braga Nunes) procura na menina Elisa (Júlia Gomes), sua grande paixão da infância. Sem se preocupar com o caminho árduo que percorrerão, os dois iniciam uma jornada no escuro, cheia de obstáculos, intrigas e armações, com um só objetivo: a expectativa de que um dia a vida volte a ser completa. ‘Amor Eterno Amor’ é uma novela de Elizabeth Jhin com direção de núcleo de Rogério Gomes.






Leia mais

TENTAÇÕES AFETIVAS









Esta sede insaciável de prazer renovado, leva-te ao desequilíbrio.
Essa busca irrefreável de afeto que te plenifique, conduz-te ao abismo da loucura.
Tal ansiedade por encontrar quem te compreenda e apoie, oferecendo-te segurança integral, empurra-te para os precipícios dos vícios dissolventes.
A pressa de encontrar quem esteja disposto a doar-te ternura, afasta os corações que pretendem ajudar-te, porque em faixa afetiva diferente eles se te afeiçoam em espírito, enquanto vibras outra forma de necessidade.
A insatisfação, face ao muito que desfrutas, gera em ti distúrbio lamentável de comportamento, que ameaça a tua vida.
O que falta, a qualquer pessoa, é resultado do seu mau uso em oportunidade transata.
Carência de hoje, foi desperdício de ontem.
Ninguém há, que se encontre, na Terra, completo e realizado.
Na área da afetividade, a cada momento defrontamos amores eternos que depois se convertem em pesadelos de ódio e crime.
Muitas promessas "para toda a vida", às vezes, duram uma emoção desgastante e frustradoras.
Sorrisos e abraços, júbilos infindos de um momento, tornam-se, sem motivo aparente, carantonhas de rancor, agressões violentas e amarguras sem nome.
Tudo, no mundo corporal, é transitório, forma de aprendizagem para vivências duradouras, posteriormente.
Assim, evita sonhar, acalentando esperanças absurdas, nas quais pretendes submeter os outros aos teus caprichos pessoais, que também passarão com rapidez.
O que agora te parece importante, mais tarde estará em condição secundária.
Ontem aspiraste determinada conquista que, lograda, hoje não te diz mais nada.
Se desejas o amor de plenitude, canaliza as tuas forças para a caridade, transformando as tuas ansiedades em bem-estar noutros muito mais necessitados do que tu.
Não desvies a tônica da tua afetividade, colocando sentimentos imediatistas, que te deixarão ressaibos de desgostos e travos de fel.
A outra, a pessoa que, por enquanto, consideras perfeita e capaz de completar-te, é tão necessitada quanto o és tu.
Na ilusão, adornas-lhe o caráter, para descobrir, mais tarde, o ledo engano.
Conserva puro o teu afeto em relação ao próximo e não te facultes sonhos e fantasias.
Aquilo que mereces e de que necessitas, chegará no seu momento próprio.
Reencarnaste para aprender e preparar o futuro, não para fruir e viver em felicidade que ainda não podes desfrutar.
Cuidado, portanto, com as aspirações-tentações, que se podem converter em sombras na mente e em sofrimentos incontáveis para o coração.
Afirmou Jesus, que os Seus "discípulos seriam conhecidos por muito se amarem", sem que convertessem esse sentimento-luz em grilhão-treva de paixão.
Joanna de Ângelis 
[Divaldo P. Franco - Vigilância - Editora Leal]
Leia mais

NÃO HÁ MORTE










Depois que partiram do círculo carnal aqueles a quem amas, tens a impressão de que a vida perdeu a sua finalidade.
As horas ficam vazias, enquanto uma angústia que te dilacera e uma surda desesperação que te mina as energias se fazem a constante dos teus momentos de demorada agonia.
Estiveram ao teu lado como bênçãos de Deus, clareando o teu mundo de venturas com o lume da tua presença e não pensaste, não te permitiste acreditar na possibilidade de que eles te pudessem preceder na viagem de retorno.
Cessados os primeiros instantes do impacto que a realidade te impôs, recapitulas as horas de júbilo enquanto o pranto verte incessante, sem conforta-te, como se as lágrimas carregassem ácido que te requeima desde a fonte do sentimento à comporta dos olhos, não diminuindo a ardência da saudade. . .
Antes da situação, o futuro se te desdobra sombrio, ameaçador, e interrogas como será possível prosseguir sem eles.
O teu coração pulsa destroçado e a tua dor moral se transforma em punhalada física, a revolver a lâmina que te macera em largo prazo.
Temes não suportar tão cruel sentimento. Conseguirás porém superá-lo. Muito justas, sim, tuas saudades e sofrimentos.
Não, porém, a ponto de levar-te ao desequilíbrio, à morte da esperança, à revolta. . .
Os seres a quem amas e que morreram, não se consumiram na voragem do aniquilamento. Eles sobreviveram.
A vida seria um engodo, se se destruísse ante o sopro desagregador da morte que passa.
A vida se manifesta, se desenvolve em infinitos matizes e incontáveis expressões. A forma se modifica e se estrutura, se agrega e se decompõe passando de uma para outra expressão vibratória sem que a energia que a vitaliza dependa das circunstâncias transitórias em que se exterioriza.
Não estão portanto, mortos, no sentido de destruídos, os que transitaram ao teu lado e se transferiram de domicílio.
Prosseguem vivendo aqueles a quem amas.
Aguarda um pouco, enquanto, orando, a prece te luarize a alma e os envolvas no rumo por onde seguem.
Não te imponhas mentalmente com altas doses de mágoas, com interrogações pressionantes, arrojando na direção deles os petardos vigorosos da tua incontida aflição.
Esforça-te por encontrar a resignação.
O amor vence, quando verdadeiro, qualquer distância e é ponte entre abismos, encurtando caminhos.
Da mesma forma que anelas por volver a senti-los, a falar-lhes, a ouvir-lhes, eles também o desejam.
Necessitam, porém, evoluir, quanto tu próprio.
Se te prendes a eles demoradamente ou os encarcera no egoísmo, desejando continuar uma etapa que hora se encerrou, não os fruirás, porque estarão na retaguarda.
Libertando-os, eles prosseguirão contigo, preparar-te-ão o reencontro, aguarda-te-ão...
Faze-te, a teu turno, digno deles, da sua confiança, e unge-te de amor com que enriqueças outras vidas em memórias deles, por afeição a eles.
Não penseis mais em termos de “adeus” e, sim, em expressões de “até logo mais”.
***
Todos os homens na terra são chamados a esse testemunho, o da temporária despedida. Considera, portanto, a imperiosa necessidade de pensar nessa injunção e deixa que a reflexão sobre a morte faça parte do teu programa de assuntos mentais, com que te armarás, desde já para o retorno, ou para enfrentar em paz a partida dos teus amores. . .
Quanto àqueles que viste partir, de quem sofres saudades infinitas e impreenchíveis vazios no sentimento, entrega-os a Deus, confiando-os e confiando-te ao Pai, na certeza de que, se souberes abrir a alma à esperança e a fé, conseguirás senti-los, ouvi-los, deles haurindo a confortadora energia com que te fortalecerás até o instante da união sem dor, sem sombra, sem separação pelos caminhos do tempo sem fim, no amanhã ditoso.

Joanna de Ângelis



(Psicografia de Divaldo Pereira Franco - mensagem extraída do livro “sementes da vida eterna” )
Leia mais

A ti mesmo deves prometer:



1 - Ser tão forte que nada seja capaz de perturbar a paz de 



sua mente;

2 - Falar a todos quanto encontrares, de felicidade, de saúde 



e de prosperidade;

3 - Ser tão justo e tão entusiasta a respeito do êxito dos 



outros, quanto o és em relação ao teu próximo;

4 - Esquecer os erros do passado e concentraras tuas 



energias nas grandes conquistas do futuro;

5 - Dar a todos os teus amigos a impressão de que possuem 



valor;

6 - Pensar somente no melhor, trabalhar unicamente pelo 



melhor e contar exclusivamente com o melhor;

7 - Ter a firme convicção de que o mundo está ao seu lado 



enquanto te mantiveres fiel ao que de melhor em ti existe;


8 - Antes de falar, pensa cuidadosamente se o que vais dizer 


é verdadeiro, bom e útil; e se carece destas três 


qualidades, abstem-se de o dizeres;

9 - Manter sempre um semblante alegre, oferecendo um 



sorriso para todas as criaturas que encontrares no teu 


caminho;

10 - Aplicar tanto tempo no melhoramento de ti mesmo que 



não te sobre um único momento para criticar os outros;

11 - Ser demasiado grande para te afligires, demasiado



 nobre para te irritares, demasiado forte para que te 


invada o temor, demasiado feliz para sentires contrariedades;

12 - Ter excelente opinião de ti mesmo e proclamar isso ao 



mundo, não com altissonantes palavras senão com grandes


 obras.


( Autor Desconhecido)


Clique aqui para ler mais: 



http://www.forumespirita.net/
Leia mais

Lamentações

Muro das Lamentações





Aglutinam-se na massa humana as pessoas desesperadas.
Uma vaga de aflição paira ameaçadora no mundo, carregando os inquietos que perderam a direção de si mesmos, vitimados pelas circunstâncias dolorosas do momento.
A insânia conduz expressivo número de criaturas que estertoram ao sabor do sofrimento, buscando fugir da realidade dos problemas, com a aparência voluptuosa de triunfadores nos patamares dos prazeres alucinantes.
A desordem campeia, e ameaças desumanas transformam-se em torpe conduta nos países do mundo, destroçados por guerras impiedosas em nome de religiões fanatizadoras, de raças asselvajadas, de interesses mesquinhos...
Os governantes da Terra perdem as rédeas da administração e negociam com organiza ções criminosas, estabelecendo colegiados políticos abomináveis.
A corrupção adquire cidadania, e a imoralidade desfruta de status, perturban-do os valores éticos e morais.
Nuvens borrascosas avolumam-se nos céus já escurecidos da humanidade.
Tudo anuncia a chegada dos dias apocalípticos, convocando à razão, à renovação dos códigos, à interiorização espiritual.

Como conseqüência do período grave de transição, surgem o pessimismo, a desconfiança, as lamentações. De tal forma se vão arraigando no organismo individual e social, que os temas de con versação perdem os conteúdos ou se apresentam desconcertantes, caracterizados pelas sombras do desconforto, da mágoa, dos irrefreáveis desejos de vingança.
A lamentação grassa e perturba as mentes, impedindo a ação corretora do bem, como se não adiantasse produzir com eleva ção, laborar com honradez.
Lamentar não é atitude saudável. Pelo contrário, produz deterioração dos conteú- dos bons que ainda remanescem em muitas vidas e movimentam-nas, sustentando os ideais de engrandecimento humano.
A lamentação, qual ocorre com a queixa sistemática, é morbo portador de destruição, de desalento e morte.
Antídoto aos males que infestam os dias atuais é ainda o amor, força única portadora de recursos salvadores.
Este é um ciclo que se encerra, dando início a outro, que se irradiará plentificador.
Os períodos de renovação fazem-se preceder por inumeráveis acontecimentos devastadores, nos mais diversos aspectos da natureza. O mesmo ocorre na área moral da humanidade.
Assim, não te desalentes, nem duvides do triunfo do bem. Não fiques, porém, inativo, aguardando que forças atavias operem miraculosamente sem a tua contribuição.
És importante no contato atuaL face ao que pense e como ajas.
Produze, portanto, com esforço bem direcionado, oferecendo o teu contributo valioso, por menos expressivo te pareça.
Não cedas o passo aos aventureiros da desordem.
Permanece no teu lugar realizando o que podes, deves e te cabe fazer.

Multa falta fazem Jesus e Sua doutrina no mundo.
Fala-se sobre Ele, discute-se-Lhe a mensagem, mas não se vive o ensinamento que dela deflui.
Sê tu quem confia e faz o melhor.
Se cada cristão decidido resolvesse por viver Jesus, a paisagem atual se modificaria, e refloresceria a primavera no planeta em convulsão.
Assim sendo, ama e contribui em favor do progresso, sem lamentação de qualquer natureza, em paz e confiança.

Joanna de Ângelis       
(Momentos Enriquecedores)
Leia mais

Em Agonia




A certeza de um próximo futuro mais ditoso o sustenta e anima e, longe de se queixar, agradece ao Céu as dores que o fazem avançar. Contrariamente, para aquele que apenas vê a vida corpórea, interminável lhe parece esta e a dor o oprime com todo o seu peso." 
O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO Capítulo 5º - Item 13.

Onde vás, onde te encontres, defrontarás a agonia.
Anseias pela paz, buscas segurança, no entanto és surpreendido a cada instante pelo esboroar dos teus sonhos.
Programas elaborados por anos-a-fio, quando postos em execução, não resistem aos testes mais humildes, e aflições sem nome te povoam a casa mental, arruinando a esperança que anelavas.
Aspirações agasalhadas nas mãos da ternura se ensombram de augúrios pessimistas, quando supõe chegado o momento de corporificá-las. Aqui surpreendes o erro como língua de fogo purificador cremando a iniquidade do pretérito.
Ali defrontas a ofensa transformada em chaga viva, reparando a loucura ultriz de ontem.
Além encontras a desdita aguardando, qual lição necessária, a bênção reparadora.
E concluis, ao fim, que a soma dos dias apresenta mais inquietação do que serenidade. Ê que todos somos espíritos endividados com as Leis Divinas em processos renovadores, pelo cadinho das reencarnações sucessivas
Enquanto o espírito jornadeia na Terra, em programas disciplinantes, não pode prever a experiência com que o amanhã lhe cobrará o tributo da evolução.
Quantos, porém, possam atravessar as dificuldades com ô coração dorido mas alçado ao amor, embora opresso, avançam na direção da liberdade.
Não te revoltes com as rudes provações.
O que hoje te falta significa desperdício de ontem.
O de que tens necessidade, malbarataste.
A limitação que te oprime, corrige-te o excesso mal aplicado.
O que te detém, detinhas.
Alonga os olhos na direção dos horizontes infinitos e agradece a Deus a agonia que experimentas, mas em cuja trilha haurirás paz.
Reúne as forças da coragem e liga-te de todo o coração aos heróis silenciosos que sofrem e trabalham infatigavelmente, seguindo com eles em busca da verdadeira vida, porquanto ninguém há, na Terra, abastado ou mendigo, que desfrute de paz integral, felicidade plena ou desgraça total, no atual estado evolutivo. Apesar das dores que assinalas e das aflições que te aprimoram, as Excelsas Mãos estão modelando em teu íntimo, para mais tarde, a lira sublime que tangirás em harmoniosas vibrações, passado o estágio na abençoada escola terrena de agonias.

Joanna De Ângelis
( Espírito e Vida )


Leia mais

O SUPÉRFLUO E O NECESSÁRIO






Uns queriam um emprego melhor;
outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta;
outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena;
outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos;
outros, ter pais.

Uns queriam ter olhos claros; outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita; outros, falar.
Uns queriam silêncio; outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo; outros, ter pés.

Uns queriam um carro; outros, andar.
Uns queriam o supérfluo;
outros, apenas o necessário.
Há dois tipos de sabedoria: a inferior e a superior.
A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.

Tenha a sabedoria superior.
Seja um eterno aprendiz na escola da vida.
A sabedoria superior tolera, a inferior julga;
a superior alivia, a inferior culpa;
a superior perdoa, a inferior condena.

Tem coisas que o coração
só fala para quem sabe escutar!

Que possamos estar sempre atentos aos sinais
e saber o que realmente se faz necessário.

Chico Xavier
Leia mais

EM MOMENTOS DIFÍCEIS


Quando você se observe à beira da impaciência, capaz de arrojar-lhe o 


coração ao espinheiro da angústia, conte as vantagens de que dispõe, 


de modo a imunizar-se contra o assalto das trevas. 

Desentendimento em família... 


Recorde aqueles que desejariam encontrar alguém, até mesmo para 



simples discussão, na soledade crônica em que se identificam. 

Amigos que se afastam... 


Reflita na provação daqueles que nunca os tiveram. 


Agressões... 


Pense no cérebro equilibrado de que você está munido para agir em 



apoio aos companheiros doentes da alma.
 
Criaturas queridas em problemas graves do sentimento... 


Medite na sua tranqüilidade e segurança, pelas quais, por enquanto, 



consegue permanecer livre de obsessões. 


Tarefas em sobrecarga, compelindo você a desânimo e cansaço... 


Gaste alguns momentos, examinando a luta dos irmãos sem qualquer 


possibilidade de emprego na garantia da própria sustentação. 


Aborrecimentos... 


Avalie a importância de algumas frases de reconforto que você pode 


levar a companheiros enfermos ou compreensivelmente abatidos pelo


 sofrimento que os subjuga.

Lar em desajuste... 


Um olhar para os irmãos que caminham sem teto. 


Some as bênçãos de sua vida e vacine-se contra o desespero, porque o 


desespero é um vulcão de fogo e sombra, cuja extensão nos domínios 


do desequilíbrio e da morte ninguém pode calcular. 

Do livro Aulas da Vida.



Psicografia de Francisco Cândido Xavier  pelo Espírito André Luiz 
Leia mais

Elizabeth Jhin leva espiritualidade e amores para toda vida em nova novela da GLOBO


Elizabeth Jhin leva espiritualidade e amores para toda vida em nova novela


Autora está encantada pela questão das crianças índigo e cristal



Elizabeth Jhin é a mente por trás da história de 
Amor Eterno Amor, que tem estreia prevista para o dia 5 de março. A autora volta ao horário das seis com uma novela que fala de um dos sentimentos mais importantes para a humanidade: o amor. Em uma entrevista exclusiva para o site, ela conta como surgiu a ideia para a criação da novela, fala da história dos personagens, dos temas que serão abordados e revela a vontade de conhecer a Ilha de Marajó.
Como surgiu a história de Amor Eterno Amor?
Eu queria muito falar sobre o amor, não só o amor romântico, mas o amor que une pais e filhos, a família humana e a família espiritual, que é muito mais ampla, porque inclui, além dos amigos, as pessoas com quem lidamos no cotidiano, que se tornam importantes e fazem parte da nossa trajetória. Pensei no amor de duas crianças que prometem ficar juntas para sempre, sem imaginar que o destino lhes reserva algo bem diferente. Será que existe um amor predestinado? Que vem de muitas outras vidas? Será que um outro amor pode surgir e fazer com que aquelas duas almas gêmeas não consigam ficar juntas nesta vida? Pensei também no amor de uma mãe que busca pelo filho desaparecido uma vida inteira, sem nunca perder a fé de que ele está vivo e que um dia vão se encontrar. Essa situação é algo que me comove muito. Depois de muitos e muitos anos, a pessoa não saber se aquele filho está vivo ou morto. E pensei em falar das crianças índigo e cristal, um assunto atual e que me fascina.
O amor é um sentimento tão forte capaz de manter uma pessoa viva na esperança de reencontrar o filho desaparecido? Como o poder desse sentimento será retratado na história de Verbena (Ana Lúcia Torre)?
verbena (Foto: amoreternoamor/tvglobo)Verbena nunca desiste de procurar seu filho
Acredito que o amor é a força que realmente move o mundo. É ele que faz as pessoas passarem por guerras, catástrofes, dores, injustiças e continuarem suas jornadas, sabendo que existe algo que transcende tudo e que reacende a esperança e a vontade de viver. E o amor de uma mãe por seus filhos é um exemplo dessa força inabalável. É a esperança de reencontrar o filho Rodrigo que mantém Verbena viva. Ela nunca deixou de procurá-lo, apesar da descrença do restante das pessoas. Existem muitos casos reais de sobrevida que a ciência não consegue explicar, mas que acontecem por conta da fé na espiritualidade.
Carlos (Gabriel Braga Nunes) é um homem que não esquece do amor que sente por Elisa (Julia Gomes), mas fica balançado ao conhecer Miriam (Letícia Persiles). Eles ficam confusos diante da atração que sentem um pelo outro. Como será a relação dos dois?
A relação de Carlos e Miriam vai ser um misto de encantamento e dúvidas. Ela tem certeza de que ama o noivo, Fernando, e ele deseja mais que tudo reencontrar a sua Elisa. Acho que o público vai ter muitos momentos de torcida e emoção proporcionados por esse casal.
O que te motivou a abordar a questão das crianças índigo e cristal? Acredita que o tema vai causar um impacto nos telespectadores?
carlos (Foto: amoreternoamor/tvglobo)Talento de Carlos evidencia característica índigo
A questão das crianças índigo e cristal é bastante controversa e acredito que as pessoas vão se interessar muito pelo tema e tirar suas próprias conclusões. É surpreendente a quantidade de sites do mundo todo, não só de leigos e educadores, mas também de cientistas de grandes universidades, que se dedicam a falar e estudar o assunto. Tanto do ponto de vista sociológico, antropológico e social, como do ponto de vista espiritual. Nesse aspecto, as crianças que nasceram a partir dos anos 80, e mais ainda a partir do ano 2000, estão vindo para ajudar a transformar a vida no nosso planeta, em seus aspectos espirituais, sociais, educacionais e familiares. Quem tem criança do terceiro milênio em casa, percebe e se espanta com sua precocidade e maturidade. A criança sempre foi e será "uma ideia de Deus", que deve ser muito cuidada e amada. Mais do que nunca, as crianças "são verdadeiros presentes para os pais, para o planeta e para o Universo".
Teremos duas opiniões divergentes a respeito da espiritualidade com os personagens Beatriz (Carolina Kasting) e Gabriel (Felipe Camargo). Pretende estimular esse debate entre o público?
Acho importante ter personagens que traduzam o sentimento e opinião dos dois lados da questão. Beatriz é espiritualizada, trabalha com regressão a vidas passadas. Gabriel é um excelente médico, mas não participa da mesma crença, o que dá margem a discussões interessantes. Outros personagens da novela também representarão essa diversidade de opiniões.
O que te levou a ambientar os capítulos iniciais de Amor Eterno Amor no Pará?
pará (Foto: amoreternoamor/tvglobo)Cenários paradisíacos do Pará servem de cenário
Pensei em fazer uma parte da novela se passar no Pará em homenagem a minha mãe, que nasceu em Belém e falava muito das coisas de lá. Acho fascinante a cultura do Norte do nosso país, o povo é maravilhoso, as paisagens de tirar o fôlego, e acho que a novela vai ajudar os brasileiros a conhecer melhor o Brasil. Pretendo visitar Marajó assim que a novela terminar!
Pela segunda vez, uma novela de sua autoria é dirigida por Rogério Gomes (os dois trabalharam juntos em Escrito nas Estrelas). Como tem sido essa parceria?
A minha parceria com o Rogério Gomes foi "escrita nas estrelas", tenho certeza disso! Temos um relacionamento espetacular, um enorme respeito mútuo. O Rogério, além de ser um profissional excelente, talentoso e dedicado, é uma pessoa humana muito especial. Para mim, é uma grande honra e felicidade tê-lo como parceiro profissional e como amigo.

A Autora também foi responsável por outras novelas de temática espirita/espiritualista como Eterna Magia (abordava o tema de mulheres que praticavam a religião WICCA), Alma Gêmea ( abordava reencarnação entre outros temas ) e Escrito nas Estrelas(reencarnação,obsessão, contato com o plano espiritual,etc.)      Mfé

Trabalhos na televisão

Telenovelas
AnoTrabalhoEmissoraEscalaçãoParceiros Titulares
2012Amor Eterno AmorRede Globoautora principal
2010Escrito nas EstrelasRede Globoautora principal
2007Eterna MagiaRede Globoautora principal
2004
2005
Começar de NovoRede Globoautora principalAntônio Calmon
2002
2003
O Beijo do VampiroRede GlobocolaboradoraAntônio Calmon
1999
2000
Vila MadalenaRede GlobocolaboradoraWalther Negrão
1999Andando nas NuvensRede GlobocolaboradoraEuclydes Marinho
1998Era Uma Vez...Rede GlobocolaboradoraWalther Negrão
1996
1997
Anjo de MimRede GlobocolaboradoraWalther Negrão
1995
1996
História de AmorRede GloboColaboradoraManoel Carlos
1994TropicalienteRede GlobocolaboradoraWalther Negrão
1991
1992
FelicidadeRede GlobocolaboradoraManoel Carlos
1991SaloméRede GlobocolaboradoraSérgio Marques




Leia mais

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes