Pesquisar Assuntos Neste Blog

Exemplo de Superação


Boa tarde amigos

Porque será que muitas das vezes pensamos que não conseguimos ultrpassar as dificuldades que nos aparecem? 
digno de se ver: ele conseguiu e nós ? Pensemos nisso.


Apresento-vos um cachorro chamado FAITH ( Fé) !
Este Cachorrinho nasceu na Véspera de Natal no ano de 2002.
Nasceu apenas com as duas pernas traseiras. 
Como está claro, não conseguia andar, e até a sua própria mãe o rejeitou.
O seu primeiro dono também pensou que ele jamais conseguiria andar, e considerou "pô-lo a dormir"....
Nessa altura, a sua actual dona, Jude Stringfellow, conheceu-o e pediu para ficar com ele.
Determinada, foi ela que ensinou e treinou este pequeno cão a andar por si só.
Chamou-lhe 'Faith', ou Fé. 
De princípio, ela colocou-o numa prancha de skate, para que ele sentisse o movimento...usou depois manteiga de amendoim para o atrair, e como recompensa para que ele se levantasse e saltasse, apenas nas duas pernas. 
Inclusive os outros cães lá em casa também eles o incentivavam ao movimento.
Um espanto, pois, que ao fim de apenas 6 meses, o "Fé" começou a aprender a equilibrar-se nas suas pernas traseiras, e a saltar para a frente, movendo-se assim.
Depois de mais treinos na neve, ele podia agora "caminhar" como um ser humano.
Faith adora movi
mentar-se por todo o lado agora.. 


Onde quer que  ele vá, atrai sobre si todas as atenções. 
Está a tornar-se famoso na cena Internacional, e já apareceu em programas de Televisão e em Jornais.
Está para ser publicado um livro sobre ele intitulado "Com um pouco de Fé".  
Considerou-se ainda incluí-lo num dos filmes de Harry Potter.  
A sua presente dona, Jude Stringfellew, deixou o seu trabalho como Professora, e planeia levá-lo á volta do Mundo, de forma a mostrar que mesmo sem um corpo perfeito, se pode ter uma alma perfeita.
Na Vida, existem sempre coisas que não desejamos, e de forma a sentirmo-nos melhor, basta olhar a vida noutra perspectiva.
Espero que esta mensagem vos traga novas maneiras de pensar , e que possam sentir e agradecer  todo e cada novo dia como uma bênção.
O "Faith" é a demonstração contínua do valor e maravilha que é a Vida.

Um pequeno pedido apenas; que esta história não deixe de circular. Obrigado.


Paz e Luz


Belina







LEIA O ORIGINAL




Leia mais

VII SEMESPI - SEMINARIO DO MOVIMENTO ESPIRITA DE PICOS-PI


Cartaz meramente ilustrativo sujeito a modificações


Novembro se aproxima e o Movimento Espírita de Picos engajado na missão de promover e divulgar o Espiritismo em nossa cidade; realizará no dia 20 de Novembro seu VII SEMESPI. O evento que como nos anos anteriores visa o objetivo principal a divulgação  da Doutrina Espírita, tem como tema central VIDA - UM DOM A SER PRESERVADO e através da inscrição que será apenas  1k de alimento não perecível, almejamos conseguir uma grande quantidade de alimentos para distribuir em bairros carentes.




Divulgue e participe


o Movimento Espírita agradece



Moura Fé


Os Cartazes e folders do nosso SEMESPI, foram extraido do site 


http://www.uevc.com.br/
Leia mais

IRMÃOS PROBLEMAS






São sempre muitos.
Contam-se, às vezes, por legiões.
Acham-se encarnados, entre os homens, e caminham semeando revolta.
Mostram-se desencarnados da esfera física e comunicam a peçonha do desespero.
Facilmente identificáveis, sinalizam a rebeldia.
Falam em dever e inclinam-se à violência, referem-se ao direito e transformam-se em vampiros.
Criam a dor para os outros, encarcerando-se na dor de si mesmo.
São vulgarmente chamados "Espíritos maus", quando, mais propriamente, são Espíritos infelizes.
Zombam de tudo o que lhes escape ao domínio, supõem-se invencíveis na cidadela do seu orgulho, escarnecem dos mais altos valores da Humanidade e acreditam ludibriar o próprio Deus.
Decerto que esses irmãos, enredados a profundo desequilíbrio, estarão entre nós, adestrando-nos as forças mais íntimas para que aprendamos a auxiliar.
Não perguntes por que existem, de vez que emparelhávamos com eles, até ontem, quando padecíamos ignorância maior, e nem exijas que os orientadores da Espiritualidade lhes suprimam a condição inferior a golpes de mágica, porquanto somos todos irmãos, com necessidade natural de assistência mútua.
Cabe-nos, acima de tudo, a obrigação de secundar o trabalho daqueles que nos precederam e nos inspiram, realizando o melhor.
Para isso, não te digas inútil.
Se não prestássemos para as boas obras, por que razão nos daria Deus a flama da consciência e o sopro da vida?
Contudo, não basta pregar.
É preciso fazer.
Os companheiros infelizes, além de serem irmãos problemas, são também nossos observadores de cada dia.
Embora com sacrifício, atende à tua parte de esforço na plantação da bondade e no suor do aperfeiçoamento.
Saibamos sofrer e lutar pela vitória do bem, com devotamento e serenidade, ainda mesmo perante aqueles que nos perseguem e caluniam, recordando sempre que, em todo serviço nobre, os ausentes não têm razão.


Emmanuel



Do livro Seara dos médiuns. Psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Leia mais

PEDOFILIA




A pedofilia é uma perversão sexual, caracterizada pela opção sexual preferencial por crianças e adolescentes, de forma compulsiva e obsessiva. O pedófilo é uma pessoa aparentemente normal e muitas vezes bem inserida na sociedade, daí o fato da pedofilia ser uma patologia muito freqüente em todas os níveis sociais e econômicos, portanto, não é rara a presença de pedófilos nas escolas, praças, igrejas, consultórios médicos, enfim, em todos os lugares onde ele, o pedófilo, possa encontrar crianças e adolescentes. Em muitos casos o pedófilo pode ser alguém da própria família. O pedófilo é, acima de tudo, um doente, que necessita de tratamento, mas que torna-se muito perigoso, já que pode cometer crimes (não só o abuso sexual em si, mas outros igualmente graves, incluindo até o homicídio) contra as crianças, por isso deve ser combatido.

Sobre o período de infância a Doutrina Espírita nos esclarece que este é um estado de suma importância para o Espírito reencarnante, que está em trânsito, a caminho de sua pureza e perfeição, conforme nos afirma a questão 383 do “Livro dos Espíritos”:

Pergunta: Qual, para este, a utilidade de passar pelo estado de infância?

Resposta: “Encarnado, com o objetivo de se aperfeiçoar, o Espírito, durante esse período, é mais acessível às impressões que recebe, capazes de lhe auxiliarem o adiantamento, para o que devem contribuir os incumbidos de educá-lo.”

Em relação às crianças, entendemos, portanto, que os responsáveis por educá-las somos todos nós, já que precisamos dar os exemplos a serem seguidos por elas quando estiverem em condição de responderem por si próprias. Estando, portanto, mais acessíveis às impressões que recebem, provavelmente estarão definitivamente marcadas por qualquer tipo de violência cometida contra elas, o que lhes trarão sérios prejuízos no futuro, nesta e em outras encarnações.

A Doutrina Espírita procura não condenar ninguém, recomendando sempre que tenhamos com todos o máximo de respeito, consideração e carinho, inclusive para com as pessoas desequilibradas sexualmente, uma vez que elas constituem espíritos que atravessam um momento difícil (até mesmo tormentoso) em que necessitam promover a sua edificação moral, através de uma conduta sexual equilibrada. Ocorre que, não é lícito a ninguém, seja hetero ou homossexual, determinados abusos, tais como a pedofilia, que vem a ser uma prática criminosa, por envolver criaturas inocentes e indefesas, constituindo assim um ato de extrema violência, que por isso mesmo, deve ser combatido.

O Espiritismo, portanto, não condena ninguém pelas escolhas que qualquer pessoa faça em sua vida, apenas nos alerta a respeito da Lei de Ação e Reação, segundo a qual recebemos de volta os efeitos de nossa própria conduta, conforme asseverou JESUS, quando afirmou: “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Mas, como para tudo na vida precisamos ter bom-senso, não podemos, de maneira alguma, ser coniventes com determinadas atitudes, pois assim estaríamos igualando-nos aos criminosos. O pedófilo, na minha opinião, deve ser considerado um doente e por isso, merece tratamento, não só médico, mas quem sabe também espiritual, já que, além do próprio distúrbio do qual é portador, muitas vezes ele pode estar acompanhado de espíritos obsessores. O que não podemos é de forma alguma tolerar esse tipo de comportamento abusivo.

Neste caso específico, portanto, cabe a todos nós orientarmos e protegermos as crianças em relação aos perigos e estarmos sempre atentos a qualquer comportamento estranho. E não devemos deixar de denunciar quando suspeitarmos de algo. Afinal, uma coisa é ser compreensivo com as faltas alheias, outra coisa é ser conivente e permissivo com determinados crimes...


Leia mais

VIAJORES DA IMORTALIDADE - Victor Hugo




Quando observamos, da praia, um veleiro a afastar-se da costa, navegando mar adentro, impelido pela brisa matinal, estamos diante de um espetáculo de beleza rara. O barco, impulsionado pela força dos ventos, vai ganhando o mar azul e nos parece cada vez menor. Não demora muito e só podemos contemplar um pequeno ponto branco na linha remota e indecisa, onde o mar e o céu se encontram.

Quem observa o veleiro sumir na linha do horizonte, certamente exclamará: "já se foi". Terá sumido? Evaporado? Não, certamente. Apenas o perdemos de vista. O barco continua do mesmo tamanho e com a mesma capacidade que tinha quando estava próximo de nós. Continua tão capaz quanto antes de levar ao porto de destino as cargas recebidas. O veleiro não evaporou, apenas não o podemos mais ver. Mas ele continua o mesmo. E talvez, no exato instante em que alguém diz: já se foi", haverá outras vozes, mais além,a afirmar: "lá vem o veleiro".

Assim é a morte. Quando o veleiro parte, levando a preciosa carga de um amor que nos foi caro, e o vemos sumir na linha que separa o visível do invisível dizemos: "já se foi". Terá sumido? Evaporado? Não, certamente. Apenas o perdemos de vista. O ser que amamos continua o mesmo. Sua capacidade mental não se perdeu. Suas conquistas seguem intactas, da mesma forma que quando estava ao nosso lado. Conserva o mesmo afeto que nutria por nós. Nada se perde, a não ser o corpo físico de que não mais necessita no outro lado. E é assim que, no mesmo instante em que dizemos: já se foi", no mais além, outro alguém dirá feliz: "já está chegando".

Chegou ao destino levando consigo as aquisições feitas durante a viagem terrena. A vida jamais se interrompe nem oferece mudanças espetaculares, pois a natureza não dá saltos. Cada um leva sua carga de vícios e virtudes, de afetos e desafetos, até que se resolva por desfazer-se do que julgar desnecessário. A vida é feita de partidas e chegadas. De idas e vindas. Assim, o que para uns parece ser a partida, para outros é a chegada. Um dia partimos do mundo espiritual na direção do mundo físico; noutro partimos daqui para o espiritual, num constante ir e vir, como viajores da imortalidade que somos todos nós.



 "A reencarnação através dos séculos" (Editora Pensamento, de Nair Lacerda)
Leia mais

Sobre o adultério e a prostituição








Atire-lhe a primeira pedra aquele que estiver isento de pecado, disse Jesus. Esta sentença faz da indulgência um dever para nós outros porque ninguém há que não necessite, para si próprio, de indulgência. Ela nos ensina que não devemos julgar com mais severidade os outros, do que nos julgamos a nós mesmos, nem condenar em outrem aquilo de que nos absolvemos. Antes de profligarmos a alguém uma falta, vejamos se a mesma censura não nos pode ser feita. Do item 13, do Cap. X, de O Evangelho Segundo o Espiritismo.

É curioso notar que Jesus, em se tratando de faltas e quedas, nos domínios do espírito, haja escolhido aquela da mulher, em falhas do sexo, para pronunciar a sua inolvidável sentença: “aquele que estiver sem pecado atire a primeira pedra”. Dir-se-ia que no rol das defecções, deserções, fraquezas e delitos do mundo, os problemas afetivos se mostram de tal modo encravados no ser humano que pessoa alguma da Terra haja escapado, no cardume das existências consecutivas, aos chamados “erros do amor”.

Penetre cada um de nós os recessos da própria alma, e, se consegue apresentar comportamento irrepreensível, no imediatismo da vida prática, ante os dias que correm, indague-se, com sinceridade, quanto às próprias tendências. Quem não haja varado transes difíceis, nas áreas do coração, no período da reencarnação em que se encontre, investigue as próprias inclinações e anseios no campo íntimo, e, em sã consciência, verificará que não se acha ausente do emaranhado de conflitos, que remanescem do acervo de lutas sexuais da Humanidade.

Desses embates multimilenares, restam, ainda, por feridas sangrentas no organismo da coletividade, o adultério que, de futuro, será classificado na patologia das doenças da alma, extinguindo-se, por fim, com remédio adequado, e a prostituição que reúne em si homens e mulheres que se entregam às relações sexuais, mediante paga, estabelecendo mercados afetivos. Qual ocorre aos flagelos da guerra, da pirataria, da violência homicida e da escravidão que acompanham a comunidade terrestre, há milênios, diluindo-se, muito pouco a pouco, o adultério e a prostituição ainda permanecem, na Terra, por instrumentos de prova e expiação, destinados naturalmente a desaparecer, na equação dos direitos do homem e da mulher, que se harmonizarão pelo mesmo peso, na balança do progresso e da vida.

Note-se que o lenocínio de hoje, conquanto situado fora da lei, é o herdeiro dos bordéis autorizados por regulamentação oficial, em muitas regiões, como sucedia notadamente na Grécia e na Roma antigas, em que os estabelecimentos dessa natureza eram constantemente nutridos por levas de jovens mulheres orientais, direta ou indiretamente adquiridas, à feição de alimárias, para misteres de aluguel. Tantos foram os desvarios dos Espíritos em evolução no Planeta – Espíritos entre os quais muito raros de nós, os companheiros da Terra, não nos achamos incluídos – que decerto Jesus, personalizando na mulher sofredora a família humana, pronunciou a inesquecível sentença, convocando os homens, supostamente puros em matéria de sexualidade, a lançarem sobre a companheira infeliz a primeira pedra.

Evidentemente, o mundo avança para mais elevadas condições de existência. Fenômenos de transição explodem aqui e ali, comunicando renovação. E, com semelhantes ocorrências, surge para as nações o problema da educação espiritual, para que a educação do sexo não se faça irrisão com palavras brilhantes mascarando a licenciosidade. Quando cada criatura for respeitada em seu foro íntimo, para que o amor se consagre por vínculo divino, muito mais de alma para alma que de corpo para corpo, com a dignidade do trabalho e do aperfeiçoamento pessoal luzindo na presença de cada uma, então os conceitos de adultério e prostituição se farão distanciados do cotidiano, de vez que a compreensão apaziguará o coração humano e a chamada desventura afetiva não terá razão de ser.

Do livro “Vida e Sexo” - Pelo Espírito Emmanuel - Psicografia: Chico Xavier

Leia mais

UM OLHAR DO PARAISO (Filme)





A Paramount Pictures lançou recentemente o filme "Um Olhar do Paraíso" nos cinemas de todo o Brasil. O longa-metragem relata a história de uma menina que, depois de assassinada, ajuda o pai a desvendar o crime. O filme tem produção executiva de Steven Spielberg.

Aos 14 anos, Susie Salmon foi estuprada, assassinada e estripada, mas não morreu completamente. De onde está ela pode observar sua família e seu assassino e torcer para que ele seja preso. Ainda assim, "Um Olhar do Paraíso" não é um filme sobrenatural. É um drama sobre crime e castigo. Trata-se de uma adaptação do romance "Uma Vida Interrompida", realizada pelo diretor e corroteirista Peter Jackson (famoso pela trilogia "O Senhor dos Aneis"). O roteiro, que Jackson assina com Fran Walsh e Phillippa Boyens (suas parceiras na adaptação do texto de "O Senhor dos Aneis"), baseia-se no romance da norte-americana Alice Sebold, publicado em 2002, apresentando uma trama intrincada e bem observada que já demonstrava seu potencial para uma versão cinematográfica.

Em "Um Olhar do Paraíso", Susie (Saoirse Ronan, de "Desejo e Reparação") encanta-se com aquele lugar para onde vai depois de morta -- a que chamam de "meio-termo". Parte sonho lisérgico, parte parque de diversões, esse lugar reúne todas as garotas assassinadas pelo mesmo sujeito -- interpretado por Stanley Tucci (indicado ao Oscar de ator coadjuvante por este trabalho). De lá, Susie observa esse homem e suas tramoias para encobrir seus crimes. Além disso, ele também joga uns olhares estranhos para a irmã mais nova de Susie, Lindsey (Rose McIver), que é também uma vítima em potencial.

De seu purgatório pessoal, a garota também assiste à dissolução de sua família. O pai, Jack (Mark Wahlberg, de "Os Infiltrados"), obcecado por capturar o assassino, negligencia a mãe e os outros filhos. A mãe, Abigail (Rachel Weisz, de "Um beijo roubado"), não aguenta a tragédia e vai embora de casa. Já Lindsey tenta levar a sua vida. Susie se preocupa com todos aqueles que ficaram.O filme é denso, mas o roteiro acerta no clima de suspense ao fazer a narradora dizer à plateia que será morta e adiar a cena do assassinato por vários minutos, que se tornam cada vez mais intensos pela expectativa gerada. São particularmente emocionantes e doloridos os momentos em que Susie ainda não sabe que morreu e sai pela cidade em busca de seus pais. Porém, mostrar visualmente o que acontece após a morte é sempre um desafio ingrato. Era necessário não cair nos velhos lugares comuns de nuvens e seres vestidos de branco. A solução encontrada é satisfatória: o limbo de Susie reflete seus sonhos, medos e aspirações de menina. E a cena dos barcos engarrafados se quebrando na praia por si só já é um belo momento



Além do tema difícil, repleto de sofrimentos e perdas irreparáveis, Spielberg e Jackson ainda tinham de driblar a sempre complicada questão da verossimilhança, ou seja, fazer o público realmente acreditar que é possível uma pessoa morrer e ficar, do outro lado, acompanhando o que acontece por aqui. E nada melhor para resolver questões desta ordem que um elenco competente. Sábia decisão. Além dos já citados Tucci e Saoirse, o elenco é completado por outros nomes de peso que dão conta do recado,como Mark Wahlberg, Rachel Weisz e Susan Sarandon.


O livro de Sebold força a narrativa a um extremo, no qual a menina morta é uma narradora onisciente que fala com seus leitores com uma franqueza brutal. Há algo de muito interessante na forma como a história se abre, como a tragédia maior alavanca pequenas tragédias individuais que ameaçam o núcleo familiar. O título original do livro e do filme, "The Lovely Bones" (traduzido nas legendas como "restos angelicais"), não se refere apenas aos delicados restos mortais de Susie, mas, também, à trama complexa e frágil que une e separa as pessoas.
Ao lado você tem a capa do livro "Uma Vida Interrompida", que deu origem à trama. Para comprarclique aqui. Veja também a galeria de fotos do site oficial.
Curiosidades:
  • Alice Sebold, autora do livro o qual Um Olhar do Paraíso é baseado, declarou que preferia que a intérprete de Susie Salmon fosse uma atriz desconhecida. A escolhida foi Saoirse Ronan, que pouco depois ganhou notoriedade ao ser indicada ao Oscar de atriz coadjuvante por Desejo e Reparação (2007);


    Saoirse Ronan foi escolhida a partir de uma audição gravada, enviada aos produtores e ao diretor Peter Jackson. Eles ficaram tão impressionados com o material que logo acertaram com a atriz, sem que houvesse a necessidade de uma nova audição;


    Helen Hunt esteve cotada para interpretar Abigail Salmon;


    Rachel Weisz foi a primeira integrante do elenco contratada para o filme;


    Inicialmente seria Ryan Gosling o intérprete de Jack Salmon. O ator deixou crescer a barba e engordou 9 kg para o papel, mas deixou o elenco poucos dias antes do início das filmagens devido a diferenças criativas. Em seu lugar, foi contratado Mark Wahlberg;


    A escola em que a personagem Susie Salmon estuda é baseada na General Wayne Elementary School, onde Alice Sebold estudou nos anos 70;


    O orçamento de Um Olhar do Paraíso foi de US$ 100 milhões.
FICHA TÉCNICA - Título original: The Lovely Bones - Diretor: Peter Jackson - Elenco: Mark Wahlberg, Rachel Weisz, Susan Sarandon, Stanley Tucci, Saoirse Ronan - Gênero: Drama - Duração: 135 minutos - Ano: 2009 - Data da Estreia: 19/02/2010 - Cor: Colorido - Classificação: Não disponível - País: EUA, Reino Unido, Nova Zelândia (Aotearoa)




Leia mais

Pessoas Dificéis


Definir uma pessoa difícil é uma questão bastante subjetiva. Este texto vai falar não somente de pessoas reconhecidamente difíceis, num determinado meio, mas na pessoa difícil para mim e para você, ou seja, aquela com que nós temos dificuldade de relacionamento, independente de como os outros a consideram.
Como reconhecê-las?

Bom, a arte de bem conviver com estas pessoas requer um talento diário para escolher palavras e ações, a cada situação. Então, podemos dizer que conviver com elas é mais trabalhoso que com as outras, e isto diferencia as pessoas difíceis das fáceis.

Com as pessoas fáceis, conseguimos ser mais naturais e espontâneos; com as difíceis, temos a tendência de nos “fechar”.
Com as pessoas fáceis, não tememos suas reações; com as difíceis...

Outra complicação é que nossa disposição íntima para a conciliação e a gentileza pode ser muito frágil, pois nos movemos muito rapidamente do bom para o mau humor. Se o vendedor não nos atende a contento, se ouvimos uma resposta ou comentário “atravessado”, o que acontece dentro de nós? Sentimos esta alteração de forma branda ou intensa?
Que fazer se nos encontramos com este Ser que representa um desafio diariamente, ou se dormimos sob o mesmo teto?

Analisando nossas emoções descobrimos, em nós mesmos, mais que no outro, a causa do mal-estar. E descobrimos que, em vez de reagir automaticamente à sua presença, com base no orgulho ou em velhos hábitos, podemos escolher como enfrentar a situação, como reagir e escolher até o modo como vamos nos sentir perto dele.

A família é onde verificamos constantemente os efeitos de nossas escolhas e da falta de boas escolhas. Cada pessoa que compartilha nossa vida é um convite para colocar em ação certas qualidades morais. Então, podemos perguntar, como sugere Cynthia, uma amiga espiritual: O que a proximidade deste ser humano me convida a exercitar?

Experimente um destes pensamentos:
1. Temos um modo dualista de encarar todas as situações, estabelecendo certo ou errado, bom ou mau, ele ou eu, mas não precisamos enxergar oposição em tudo. Não precisa haver sempre um vencedor e um perdedor, alguém com razão e outro sem.
2. Agir com o propósito de melhorar o convívio não significa que vamos mudar para nos adequarmos ao outro. Mas quando uma pessoa difícil é alguém importante em nossas vidas, o exercício da aceitação e da aproximação precisa ser consciente e ininterrupto.
3. O que as pessoas difíceis de nossa vida têm em comum? Uma imagem muito negativa que fizemos dela, criada com características intoleráveis para nós. Mas, seriam apenas estas? Não haveria qualidades que ainda não percebemos?

Lembremos de que pessoas tipicamente rabugentas, implicantes, impacientes ou cheias de manias utilizam este tipo de atitude para negar ou mascarar seu próprio sofrimento. Ou seja, embora possa parecer o contrário, elas também não estão felizes, não estão bem consigo mesmas e necessitam de ajuda.

Será que há algo que podemos fazer?

Rita Foelker





LEIA O ORIGINAL
Leia mais

A Mentira Branca



Acostuma-te à verdade.

O hábito da mentira branca também chamada inocente ou social, levar-te-á às graves, empurrando-te para o lodaçal da calúnia e da maledicência freqüente.

A fagulha produz incêndios semelhantes aos gerados pela labareda crepitante...

Os grandes crimes se originam em pequenos delitos, não alcançados pela Justiça, que ensejam o agravamento do mal.

Usa de severidade moral para contigo, não embarcando nas canoas das conveniências gerais.

Cada pessoa responde por si mesma, e os seus atos ficam gravados na consciência individual.

Sê tu mesmo, em constante progresso moral.


Do livro Vida Feliz.
Joanna de Angelis, Espírito.
Divaldo Franco, médium.
Leia mais

Às Voltas com Espíritos



Não é necessário que alguém acredite na existência de entidades espirituais, para que elas atuem das formas mais diversas na vida das pessoas.


Não se faz indispensável que alguém seja espiritualista, a fim de estar às voltas com as ações de desencarnados nos caminhos humanos.

É importante lembrar que a humanidade terrena é composta por todos os espíritos que o Criador a ela destinou, em razão da lei de afinidades, e colocou sob a coordenação de Jesus, o Cristo. 

Daí, não será difícil compreender que num mundo com tantas potencialidades, com tantos recursos a serem explorados, como é a Terra, a grande massa dos espíritos a ele vinculados se acha desencarnada. 

Há mais espíritos na faixa da erraticidade do que espíritos reencarnados. Isto é o que explica por que o número dos mortais tenha crescido, através dos séculos.

Vivendo essa realidade de um mundo considerado em dois níveis gerais, o nível dos que estão no corpo físico e o dos que se encontram fora dele, não é surpreendente a constatação de que ocorram recíprocas influências de um nível sobre o outro.

Imensa é a leva de desencarnados que procura contatar os encarnados, seja para ajudar, em qualquer coisa, seja para participar de qualquer coisa, ou seja para perturbar, de qualquer forma.

Enorme é a massa de encarnados que deseja contatar os desencarnados, seja para pedir uma ajuda banal, seja para vingar-se de desafetos ou seja para rogar um socorro direto em casos complexos.

Há entidades espirituais que se comprazem somente em fazer o bem, em ajudar para o bem, em participar de qualquer esforço pelo bem. No entanto, outras há inteiramente voltadas para o contrário, dando vazão as suas inclinações inferiores, ainda não devidamente transformadas.

Uma vez que você sabe disso, observe o tipo de sintonias, de contatos mentais que faz e que deseja fazer com os espíritos. Analise os conteúdos dos seus pedidos dirigidos ao além e o teor das suas expectativas diante da vida, mantendo a certeza de que, quaisquer que sejam suas buscas, alguma entidade espiritual a elas se associará.

As suas decisões quanto ao seu estilo de vida, as suas relações de afeto ou desafeto, o rumo que dê as suas realizações na faixa da honestidade ou da desonestidade, tudo funcionará como tomadas ideais para a sua ligação com nobres mensageiros da luz ou com desafortunados agentes da sombra.

Busque a Jesus e una-se a Ele em tudo o que faça. Viva com alegria interior, aprenda a enfrentar e superar problemas sem ódios, sem guardar mágoas de ninguém. Solte-se. Viva em clima de liberdade espiritual, por guardar o coração e a mente livres de vínculos com espíritos perturbadores.

Busque a Jesus e a tudo o que se refira ao bem, e esteja certo de usufruir da melhor assistência invisível, atraída por suas felizes predisposições morais.

* * *

Meditação: Bons Espíritos que vos dignais de assistir-me, dai-me a força de resistir à influência dos Espíritos maus e as luzes de que necessito para não ser vítima de suas tramas.

(Do livro "Para Uso Diário", de Joanes, psicografia de Raul Teixeira)
Leia mais

Esquece e Serve




Coração, ouve!... Se queres
A bênção da paz constante,
Trabalha e segue adiante,
Cumprindo o próprio dever...

Para vencer no caminho
Tristeza, treva e pesar,
Muito mais do que lembrar
A vida roga esquecer.

Esquece as mágoas sofridas,
As horas de céu cinzento,
O azedume, o desalento
E os tempos de provação.

Renova-te, dia-a-dia,
Não pares, contando lutas,
Progresso é o lema que escutas
No mundo em transformação.

Tudo procura a vanguarda,
A flor converte-se em fruto,
Do cascalho rijo e bruto,
Eis o diamante a surgir...

O fio forma o agasalho,
A própria noite se esquece
Na aurora que resplandece
Buscando a luz do porvir.

Da própria queda no erro,
Levanta-te e segue à frente,
Servindo incessantemente,
Tudo podes refazer.

Não te detenhas na angústia,
Ante o mal, prossegue e olvida,
As próprias nódoas da vida
A vida pede esquecer.

Por: Maria Dolores
In: A vida Conta
Francisco Cândido Xavier
Leia mais

Relançamento da Nova História do Espiritismo

Sir Arthur Conan Doyle, autor da primeira historiografia espírita


O livro Nova História do Espiritismo - dos precursores de Kardec a Chico Xavier está sendo relançado pela Editora do Conhecimento. A nova edição foi revisada e ampliada pelo autor a partir da edição feita em 2007 ganhando novos textos e uma atualização da cronologia entre 2001 e 2010.
Diferente da obra clássica de Arthur Conan Doyle, essa nova historiografia do espiritismo avança no tempo e atualiza os principais fatos desde a publicação feita pelo famoso escritor inglês. Passaram-se mais de 150 anos, o movimento espírita tomou novos rumos, surgiram tendências, as divergências e a constante busca da convergência unificadora.
Essa segunda parte da história não foi contada por Conan Doyle e nem poderia, já que a maioria dos acontecimentos marcantes ainda estava por vir e bem distante daquele contexto eurocêntrico da Belle Époque.
O Espiritismo desapareceu da França e explodiu no Brasil como opção religiosa de milhões de adeptos no século 20. Nesse novo capítulo da história espírita mundial o médium brasileiro Chico Xavier torna-se a figura mais expressiva do movimento espírita e sua obra literária brilha como a principal referência em relação a Allan Kardec, sendo transposta para a teledramaturgia e também para o cinema. Chico chega a ser apontado por adeptos mais afoitos como a reencarnação do próprio Kardec, em missão existencial complementar.
A Federação Espírita Brasileira e muitas outras entidades federativas vão assumindo as rédeas da propaganda e das diretrizes do movimento através da ação de inúmeros médiuns e influentes líderes espíritas, de múltiplas concepções e tendências sobre a filosofia espírita.
E finalmente, no início do século 21, o Brasil configura-se como a principal nação espírita do mundo e uma das principais culturas reencarnacionistas do planeta.
A nova edição deverá ter como capa a gravura da Galeria D'Orleans, local da Livraria Dentu e do lançamento de O Livro dos Espíritos, no dia 18 de abril de 1857.


LEIA O ORIGINAL

Leia mais

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes