Pesquisar Assuntos Neste Blog

Viciações Sexuais - Parte II






É preciso sentir, porque, no fundo a raiz de todos os vícios - está no sentimento de egoísmo. Poucos em nossa sociedade são criticados pelo fato de fumar, beber, jogar, ou ter suas aventuras sexuais ilícitas.


Nossa sociedade é por demais permissiva e tudo isso é tido como “costumes da época”. Quanto mais profano é o homem, mais alheio ele é aos perigos e às consequências que esses hábitos nos acarretam e condicionados como somos pela mídia, nos questionamos: como poderemos reagir a tantos vícios e a tanta promiscuidade nos convidando ao desrespeito a esse departamento divino que é o sexo? Qual o caminho para nos orientarmos?

Primeiro analisemos o seguinte: a problemática não é do sexo em si mesmo, ou como departamento orgânico, e sim da mente. A mente que veio viciada do além tem sede, e não se incomoda em que vasilhame irá sorver a agua, quer dessedentar-se. Faz-se necessária a transformação de tendências. Mas o apóstolo Paulo já teve oportunidade de abordar a questão quando diz: “se o indivíduo não puder suportar, abrase-se”. Se a situação levar a pessoa a um transtorno de natureza patológica, ela deve procurar a os recursos terapêuticos médicos; procurando satisfazer os seus apetites dentro de um nível de honorabilidade.

Que seria um nível de honorabilidade? Respeito por si mesmo. Não se permitindo descer as situações promíscuas; respeito pelo parceiro, não se permitindo uma dependência na libido; respeito ao grupo social não pretendendo impor a sua orientação sexual como sendo a que todos devem seguir, porque invariavelmente quando nós temos determinados tipos de comportamento, e o consideramos normais, desejamos consciente ou inconscientemente que o mundo mude, para estar do nosso lado, quando os outros têm também os seus comportamentos e as suas orientações sexuais.

Diríamos aqueles que se encontram em transição entre os desequilíbrios e as viciações para a conquista da paz, que preencham as suas horas mentais com ações edificantes e terão grande contributo para cada dia superar a tendência perturbadora, até o momento em que as suas resistências lhe permitam o equilíbrio. No dia quando encontrar o amor, ele o dirá a melhor maneira de comportar-se. O amor e não a paixão; o amor e não o desejo; porque o desejo tem a rapidez do combustível que vai queimado nas labaredas da ansiedade. Já o sentimento é o estado de plenificação que dura quando passa o apetite.

Então existem ainda, muitos de nós nessa situação, porém é uma questão de habito mental. Naturalmente, se criarmos hábitos saudáveis na mente e evitarmos os clichês perniciosos que agora tanto procuram perturbar a sociedade, que é uma sociedade sexual e não uma sociedade emocional, facilmente irá transubstanciando os apetites e irá sublimando as tendências; e se ele é portador de mediunidade ainda mais, transformará as suas energias sexuais em potências energéticas para o desempenho da mediunidade, ou da arte, ou da música, da filosofia, enfim, poderemos canalizar as energias, o que não podemos é bloqueá-las, implodia-las e sim canaliza-las. O organismo é um laboratório comandado pela mente, se a mente canaliza energia, vem o desgaste e quando por acaso elas ainda se apresentam com alta potência, nos sonos e nos sonhos essas energias serão eliminadas nos denominados sonhos “freudianos”.


Não obstante, nossos amigos espirituais já nos orientam que, para superarmos os vícios e defeitos mais enraizados em nosso espírito, precisamos, sobretudo, fortalecer nossa vontade através do nosso querer. Mas não nos esqueçamos de que para vencermos nossos vícios e nossas más tendências, necessitamos da mesma ferramenta, que é a “vontade”; por isso, Allan Kardec disse que: “Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que empreende em domar suas más inclinações”. 

Então, a questão está toda dentro das forças morais do indivíduo que deve naturalmente evitar reincidir nos gravames dos quais procede, não piorando a sua situação.


Retucci Jerônimo

Créditos:
MIRANDA, MANOEL PHILOMENO DE (Espírito), Sexo e Obsessão; psicografado por Divaldo Pereira Franco. – Salvador, BA: Livr. Espírita Alvorada, 2002.

KARDEC, ALLAN, O Evangelho Segundo o Espiritismo – Paris-França, 1864.




Leia mais

CAMPANHA DO ABRIGO DO IDOSO - CUBRA COM AMOR E ALIMENTE A ESPERANÇA





Devido  a extrema necessidade que passa o Abrigo dos Idosos Joaquim Monteiro (PICOS-PI), conforme constatamos com sua administradora(Lúcia) após uma visita de rotina.
O Centro Espírita Chico Xavier  inicia a sua mais nova campanha, CUBRA COM AMOR E ALIMENTE A ESPERANÇA, em virtude de arrecadação de Lençois para as camas dos idosos.
Os lençois podem ser de qualquer marca, mas preferencialmente na cor  BRANCA nos tamanhos "solteirão".
Faça sua doação através desse blog pelo formulário de contato  ou pelo  https://www.facebook.com/mourafe.diamantenegro que  irei pegar onde você estiver. Se quiser ainda pode depositar o valor referente ao Lençol na minha conta corrente AG:0254-2  CC:7587-6  e depois mandar uma mensagem avisando. 
Evangelize-se ! Procure Deus no seu coração e faça a caridade!
Desde já agradecemos a todos os irmãos que quiserem contribuir com essa campanha, e que o CRISTO ilumine a todos com muita paz, amor e saúde.



Moura Fé 
Coordenador de Eventos do Centro Espirita Chico Xavier























Leia mais

Mortos








Há sempre numerosos mortos em nossa luta de cada dia, convocando-nos às preces da diligência e da bondade em favor de cada um.
Mortos que sofrem muito mais que os outros - aqueles que julgais sentenciados à cinza e à separação.
Há usurários que se sustentam, inermes, em túmulos de ouro.
Há dominadores do mundo que se mostram distraídos em seus imponentes sarcófagos de orgulho falaz.
Há juízes inumados em covas de lama.
Há legisladores mumificados em terríveis enganos da alma.
Há sacerdotes enterrados sob o cadafalso adornado da simonia e administradores encerrados em urnas infernais de inconfessáveis compromissos.
Há jovens mortos no vício e velhos amortalhados no frio da negação.
Há sábios enrijecidos no gelo da indiferença e heróis paralíticos sobre a essa de fantasias e ilusões.
Há impulsos em sepulturas de espinhos e preguiçosos em sepulcros de miséria.
Se proclamardes a verdade perante todos eles, almas cadaverizadas no esquecimento da Divina Lei, decerto, responder-vos-ão com a inércia, com a ironia e com a imobilidade.
Para eles, pronunciou o Senhor as antigas palavras:- “Que os mortos enterrem os seus mortos”.
Procuremos a vida, descerrando nosso coração ao trabalho incessante do Bem Infinito...
Porque, na realidade, só aquele que aprende e ama, renovando-se incessantemente, consegue superar os níveis inferiores da treva, subindo, vitorioso, ao encontro da Vida Verdadeira com a eterna libertação. 


DE "ALMA E LUZ", DE FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER
JOÃO CABRAL - PRESIDENTE DA ADE-SERGIPE

Leia mais

PERDOA-TE



A palavra evangélica adverte que se deve ser indulgente para com as faltas alheias e severo em relação às próprias.
Somente com uma atitude vigilante e austera no dia-a-dia o homem consegue a auto-realização.
Compreendendo que a existência carnal é uma experiência iluminativa, é muito natural que diversas aprendizagens ocorram através de insucessos que se transformam em êxitos, após repetidas, face aos processos que engendram.
A tolerância, desse modo, para com as faltas alheias, não pode ser descartada no clima de convivência humana e social.
Sem que te acomodes à própria fraqueza, usa também de indulgência para contigo.
Não fiques remoendo o acontecimento no qual malograste, nem revitalizes o erro através de sua incessante recordação.
Descobrindo-te em gravame, reconsidera a situação, examinando com serenidade o que aconteceu e regulariza a ocorrência.
És discípulo da vida em constante crescimento.
Cada degrau conquistado se torna patamar para novo logro.
Se te contentas, estacionando, perdes oportunidades excelentes de libertação.
Se te deprimes e te amarguras porque erraste, igualmente atrasas a marcha.
Aceitando os teus limites e perdoando-te os erros, mais facilmente treinarás o perdão em referência aos demais.
Quando acertes, avança, eliminando receios.
Quando erres, perdoa-te e arrebenta as algemas com a retaguarda, prosseguindo.
O homem que ama, a si mesmo se ama, tolerando-se e estimulando-se a novos e constantes cometimentos, cada vez mais amplos e audaciosos no bem.


Joanna de Ângelis - psicografia de Divaldo Franco
Do site da IEJA - Instituição Espírita Joanna de Ângelis

Leia mais

Escritor Espírita Picoense ganha concurso de Poesia em Jacareí-SP






O Escritor  Picoense e orador Espírita  Francisco Valetim Neto, participou do 5º Concurso de Poesia Espírita  que fez parte da 10ª edição do Encontro de Espiritismo , o qual foi organizado em nome do Clube do Livro Espírita Emmanuel na cidade de Jacareí-SP. O mesmo teve o privilegio de ser o vencedor em 1º lugar com a poesia UMBRAL. O referido concurso teve a participação de 7 estados brasileiros com 49 trabalhos entre contos e poesia, e ainda uma inscrição de NOVA YORQUE. 

Deixo aqui o contato do Carlos Monte Oliva que  faz parte da organização do evento  carlosmonteoliva@gmail.com



Moura Fé


UMBRAL/SLIDE - BAIXE AQUI



              

UMBRAL
                                         
(soneto)



Oh! meu Deus, liberta do umbral
As almas que sofrem infelizes
Perdidas nas trevas sem matizes
Envolvidas pelas energias do mal.

E pela ignorância à lei natural
De Jesus, eram apenas aprendizes
Cometeram os mais pueris deslizes
Hoje, são presas deste destino fatal.

A vida não se extingue no túmulo
Sua essência é o produto do acúmulo
Das experiências vividas na terra.

Se este mundo é um vale plangente
No umbral é o mais hostil ambiente
Que a espiritualidade infeliz, encerra.
                                                  

   Por: FRANCISCO VALENTIM NETO



Poesia vencedora do 5º Concurso de Poesias com temática espírita (Troféu Jorge T. Rizzini),
organizado pelo Clube do Livro Espírita Emmanuel de Jacarei-SP, realizado em 09/06/2013,
cuja seleção foi feita pela Banca Examinadora da Academia Jacarehyense de Letras.


Leia mais

I Encontro de Mediunidade do Caridade e Fé





Será no dia 21 de julho de 2013, entre 07 e 17hs e tem como tema principal "Mediunidade e Prática Mediúnica: processos meios e finalidades". A programação consta de 3 cursos: Qualidade da Prática Mediúnica, Reuniões Mediúnicas na Casa Espírita e Meditação, Concentração e Autoproteção. Também haverá uma palestra com o título "Seara Mediúnica: compromissos e vitórias em Cristo".

Participarão como ministrantes os confrades Alcides (CE), Veríssimo (PI), Maryneves (PI) e Elce (PI). As inscrições já estão abertas e podem ser realizadas na sede do Caridade e Fé, ou em qualquer outra Casa Espírita de Parnaíba.

Além dos cursos e palestras o evento trará apresentações teatrais e musicais, documentário sobre Eurípedes Barsanulfo, lançamento do livro Passando a Limpo, psicografia de Pedro Aguiar Filho pelo espírito de Josefina Brito. Almoço e lanche serão oferecidos aos participantes que, nesta primeira edição, virão de cidades cearenses como Viçosa e Granja, além das piauienses Barras, Esperantina, Piripiri, Luzilândia e da cidade anfitriã, Parnaíba.

O 21 de julho será vivenciado de acordo com a seguinte sequência:
·         07:30hs às 08:30hs – recepção (novas inscrições), passe e café da manhã;
·         08:30hs às 10:30hs – Mini-Cursos;
·         10:30hs às 11:00hs – Lançamento do livro Passando a Limpo;
·         11:00hs às 12:00hs – Documentário de Eurípedes Barsanulfo;
·         12:00hs às 14:00hs – intervalo para almoço;
·         14:00hs às 15:30hs – Momento cultural (Teatro, música e poesia);
·         15:30hs às 16:30hs – Palestra: Seara Mediúnica – compromissos e vitórias em Cristo;
·         16:30hs às 16:50hs – vibração;
·         16:50hs às 17:00hs – Encerramento e prece final.





Leia mais

Médium Divaldo Franco fará seminário em Fortaleza sobre saúde holística



Estão abertas na Federação Espírita do Estado do Ceará (Rua Princesa Isabel, 255 - Centro, em Fortaleza, as inscrições para o Seminário “A Conquista da Saúde Integral”, com o orador médium espírita Divaldo Franco, considerado o maior divulgador da Doutrina Espírita em nível mundial. O evento acontecerá no dia 16 de agosto, às 19h, no Centro de Eventos do Ceará. Na ocasião, será lançado o documentário "Bezerra de Menezes, o médico dos pobres", produzido pela Estação Luz Filmes. O evento é uma promoção da FEEC, com apoio da Estação da Luz, Servis Segurança e Agência da Boa Notícia.
 
Quem for ao Seminário poderá entender mais sobre a saúde do ponto de vista espírita. A Doutrina Espírita considera os avanços da ciência, mas entende o ser humano além de sua materialidade. Somente uma visão holística na área médica, examinando o enfermo com um ser global – Espírito, perispírito e matéria – poderá ensejar-lhe uma terapia de profundidade, erradicando as causas preponderantes das enfermidades e dos transtornos de comportamento”. As afirmações estão no livro “Trilhas de Libertação”, romance doutrinário psicografado por Divaldo Franco e ditado pelo espírito Manoel Philomeno de Miranda.
 
Na obra, é ressaltado que “o ser humano terá que ser estudado como um conjunto de vibrações que se apresentam sutis, semimateriais e físicas. A análise de uma parte de sua constituição, como matéria ou como espírito apenas, será sempre incompleta.” Os autores explicam que “Graças à Física Quântica, à Biologia Molecular, à Psicobiofísica e outras modernas ciências que estudam o ser integral vão tombando as muralhas do materialismo, que cede lugar ao espiritualismo”.
 
Trabalho social
 
Divaldo Franco nasceu em 5 de maio de 1927, na cidade de Feira de Santana, na Bahia. A exemplo de outro grande divulgador do Espiritismo, o mineiro Chico Xavier (1910-2002), desde a infância, comunica-se com os espíritos. Formou-se professor primário na Escola Normal Rural em sua cidade natal, em 1943 e trabalhou como escriturário no antigo IPASE, em Salvador, até aposentar-se em 1980. 
Dos seus 86 anos de vida, mais de 60 são dedicados à causa Espírita e às crianças excluídas, das periferias de Salvador, onde mantém reconhecido trabalho social na Mansão do Caminho. Como orador, conta com mais de 13 mil conferências, em mais de duas mil cidades em todo o Brasil e em 65 países dos cinco continentes, tendo concedido 1.500 entrevistas para rádio e TV, no Brasil e no Exterior. Antenado com o desenvolvimento  da sociedade – da política à ciência, da religião à comunicação – tem sido uma voz lúcida, especialmente nesta fase de transição pela qual passa o Brasil e o mundo.
 
Filme cearense
 
O documentário “Bezerra de Menezes — O médico dos pobre” (2013, 58 min.), dirigido por Glauber Paiva Filho e Joe Pimentel, foi a produção que deu origem ao filme Bezerra de Menezes, o diário de um espírito”, também dirigido pela dupla cearense. As duas produções foram realizadas pela Estação Luz Filmes.
 
A ideia central do filme foi mostrar a evidência deste homem que ganhou notoriedade por sua dedicação às pessoas pobres.  O documentário tem a participação dos atores Carlos Vereza, B. de Paiva, Pedro Domingues e Reginauro Souza. Foi apresentado este ano na abertura do 3º Festival de Cinema Transcendental, em Brasília (DF).
 
Mais informações:  FEEC - (fones: 85 3212 1092 - 3212 4268) / Estação da Luz Filmes – (fone:  85 3244 1094)
 
Fonte: Agência da Boa Notícia


Leia mais

CONTROLE SEXUAL







"Interroguem friamente suas consciências todos os que são feridos no coração pelas vicissitudes e decepções da vida; remontem, passo a passo, à origem dos males que os torturam e verifiquem se, as mais das vezes, não poderão dizer: Se eu houvesse feito, ou deixado de fazer tal coisa, não estaria em semelhante condição." Do item 4, do Cap. V, de "O Evangelho Segundo o Espiritismo".

Existe o mundo sexual dos Espíritos de evolução primária, inçado de ligações irresponsáveis, e existe o mundo sexual dos Espíritos conscientes, que já adquiriram conhecimento das obrigações próprias, à frente da vida; o primeiro se constitui de homens e mulheres psiquicamente não muito distantes da selva, remanescentes próximos da convivência com os brutos, enquanto que o segundo é integrado pelas consciências que a verdade já iluminou, estudantes das leis do destino à luz da imortalidade.

O primeiro grupo se mantém fixado à poligamia, às vezes desenfreada, e só, muito pouco a pouco, despertará para as noções da responsabilidade no plano do sexo, através de experiências múltiplas na fieira das reencarnações.

O segundo já se levantou para a visão panorâmica dos deveres que nos competem, diante de nós mesmos, e procura elevar os próprios impulsos sexuais, educando-os pelos mecanismos da contenção.


Falar de governo e administração, no campo sexual, aos que ainda se desvairam em manifestações poligâmicas, seria exigir do silvícola encargos tão-somente atribuíveis ao professor universitário, razão por que será justo deter-se alguém nesse ou naquele estudo alusivo à educação sexual apenas com aqueles que se mostrem suscetíveis de entender as reflexões exatas, nesse particular.

Estabelecida a ressalva, perguntemos a nós mesmos se nos seria lícito abandonar, no mundo, os compromissos de natureza afetiva, assumidos diante uns dos outros. 
Assim nos externamos para considerar que a ligação sexual entre dois seres na Terra envolve a obrigação de proteger a tranquilidade e o equilíbrio de alguém que, no caso, é o parceiro ou a parceira da experiência "a dois", e, muito comumente, os "dois" se transfiguram em outros mais, na pessoa dos filhos e demais descendentes.

Urge, desse modo, evitar arrastamentos no terreno da aventura, em matéria de sexo, para que a desordem nos ajustes propostos ou aceitos não venha a romper a segurança daquele ou daquela que tomamos sob nossa assistência e cuidado, com reflexos destrutivos sobre todo o grupo, em que nos arraigamos através da afinidade.

Não se trata, em nossas definições, do chamado "vínculo indissolvível" criado por leis humanas, de vez que, em toda parte, encontramos companheiros e companheiras lesados pelo comportamento de parceiros escolhidos para a vivência sexual e que, por isso mesmo, adquirem, depois de prejudicados, o direito natural de se vincularem à outra ligação ou a outras ligações subsequentes, procurando companhia ao nível de sua confiança e respeitabilidade; reportamo-nos ao impositivo da lealdade que deve ser respondida com lealdade, seja qual for o tipo de união em que os parceiros se comuniquem sexualmente um com o outro, sustentando o equilíbrio recíproco.
Considerado o exposto, os participantes da comunhão afetiva, conscientes dos deveres que assumem, precisam examinar até que ponto terão gerado as causas da indisciplina ou deserção naquele ou naquela que desistiu da própria segurança íntima para se atirar à leviandade.

Justo ponderar quanto a isso, porquanto, em muitas ocorrências dessa espécie, não é somente aquele ou aquela que se revelam desleais, aos próprios compromissos, o culpado pela ruptura na ligação afetiva, mas igualmente o companheiro ou a companheira que, por desídia ou frieza, mesquinhez ou irreflexão nos votos abraçados, induz a parceira ou o parceiro a resvalarem para a insegurança, no campo do afeto, atraindo perturbações de feição e tamanho imprevisíveis.

ARTIGO.: CONTROLE SEXUAL
PELO ESPÍRITO DE EMMAUEL
DO LIVRO: VIDA E SEXO

Leia mais

Viciações Sexuais - Parte I




Os vícios nada mais são do que impulsos que as pessoas buscam para satisfazerem a si, tendo um estado de prazer que atuam no organismo. Também alteram os processos neuropsíquicos, causando assim alterações de estado, como, euforia, autoconfiança, sensações de prazer entre vários. 

Joanna de Ângelis faz as seguintes considerações em relação aos vícios: "Além das conjunturas meramente psicofisiológicas, merece considerar-se que, em toda dependência viciosa, há sempre uma lancinante força obsessiva, mediante a qual seres pervertidos e viciados que viveram na Terra e se equivocaram, por processo natural de sintonia, imantam-se às criaturas humanas, às vezes sendo a causa do mal, e em circunstâncias outras - o que é mais comum - dependentes também da falsa necessidade de que padece o homem" (Livro “Joanna de Ângelis Responde”, questão 14, psicografia de Divaldo Franco).


Qualquer tipo de vicio escraviza e mata o individuo, levando-o a situações dolorosas, porém hoje, mui especialmente, trataremos da problemática da viciação sexual.

Quando Emmanuel define as finalidades do sexo, o diz que está “a serviço da felicidade e da harmonia do universo”, e que tal uso exige responsabilidade e discernimento de nossa parte. O mesmo autor espiritual nos alude que o sexo constitui-se em trocas de energia psíquico-espiritual entre os indivíduos que se relacionam: “Toda vez que determinada pessoa convide outra à comunhão sexual ou aceita de alguém um apelo neste sentido, em bases de afinidade e confiança, estabelece-se entre ambas um circuito de forças, pelo qual a dupla se alimenta psiquicamente de energias espirituais, em regime de reciprocidade e para que não sejamos mutilados psíquicos, urge não mutilar o próximo, pois não escaparemos das equações infelizes dos compromissos de ordem sentimental, injustamente menosprezados, que resgataremos em tempo hábil, parcela a parcela, pela contabilidade dos princípios de causa e efeito”.

Sabendo-se que a relação sexual constitui uma troca de energias espirituais, leva-nos a considerar que tal atitude nos remete inevitavelmente, assim como todas as outras ações em todos os outros setores, às leis de ação e reação. O mau uso do sexo, tendo-se em conta que se trata de uma ação na qual envolve a comunhão de almas, pode levar a consequências de ordem cármicas no futuro, além dos registros em nosso períspirito em vista dos desequilíbrios e dos excessos, o que pode nos levar a futuras encarnações infelizes, devido ao mau uso do aparelho genésico.

Porém vivemos na Terra, “a hora do sexo”. Vulgarizado e barateado pelos meios de comunicação de massa, tornou-se motivo essencial da vida de milhares de pessoas, sempre frustradas e insatisfeitas. Julgando-se a criatura humana como sendo tão somente o corpo, cresce hoje o vil mercado das sensações, em completo desrespeito e desconsideração pelo ser humano.

Sitiar a criatura apenas nos vapores da libido desenfreada, como vem acontecendo, é atitude injustificável perante todo o progresso psíquico, emocional e intelectual que nos colocam hoje no patamar da razão, pois já superamos as fases primárias, onde pela força bruta o homem das cavernas submetia a fêmea às suas necessidades; passamos pelas bacanais romanas, pelas “iniciações viris” dos gregos, pela poligamia e poliandria, pelos bordéis europeus, pelas proibições da religião e celibato tormentoso e porque não, pela hipocrisia da falsa virtude, até os dias atuais, onde se prega o “amor livre”.

E alheios às aquisições e valores que adquirimos durante nossa evolução, indivíduos domados por seus vícios e impulsos saem, a vagar pela noite, à procura de parceria que lhe satisfaça os impulsos. Forma-se uma corrente mental indirecionada, já que o parceiro de seus desejos só existe no seu pensamento. Imediatamente, dezenas de espíritos trevosos captam o “fio mental” do desejo sexual do homem imprevidente e vão em sua direção. Por influência deles é encontrada a parceira ideal, a fim de estarem eles próprios a participar do infeliz ato sexual, porque desprovido dos condimentos do amor.

Hoje, dessa forma, milhares de criaturas são vítimas das vampirizações espirituais, pois quando o viciado encarnado mantém o seu pensamento no nível dos prazeres vulgares, sua vibração é sentida pela espiritualidade inferior como se fora um estridente sinal sonoro, uma verdadeira “sirene do desejo”... e então localizam com facilidade o homem e a mulher inadvertidos, de acordo com as afirmações do espírito Galileu Galilei, em seu livro “Amor e Fator Obsessão”. Tais emissões vibratórias em suas mentes ocasionam a produção de enzimas psíquicas ou bacilos psíquicos, microscópicos corpúsculos desconhecidos da ciência terrena os quais irão atacar as células reprodutoras masculinas e femininas. Ao exaurir as fontes da sexualidade, da vitalidade genésica, provocam transtornos e doenças como o câncer de próstata e o câncer uterino. Da mesma forma, o baixo teor vibratório emitido pela tela mental desorganiza a sede da consciência individual de cada célula, que passam então a funcionar irregularmente, conforme nos esclarece Joanna de Ângelis, em seu livro “Adolescência e Vida”, abrindo o campo receptivo à instalação de várias doenças.

A viciação sexual, assim como outros tipos de vícios, inicia-se em pequenas doses, para culminar em cárcere moral quando não em penitenciária comum, por isso a importância em não nos vincularmos aos chamados "aperitivos sociais", que dão margem a lamentáveis processos de viciação sexual, nem adotarmos a posição de “instrumentos sexuais”, por parecer-nos uma postura convencional e prazerosa, pois estes comportamentos conduzem-nos às algemas do vicio assassino e infeliz.

O reequilíbrio da mente e a vitória sobre os nossos vícios é um trabalho processual. Processual significa aquilo que obedece a uma sequência. Em conceito bem claro, é a habilidade de lidar com as fraquezas da personalidade melhorando os traços que compõem suas formas de manifestação.

Caráter, temperamento, valores, vícios, hábitos e desejos são alguns desses caracteres que podem ser renovados ou aprimorados. A natureza nos presenteia com o mecanismo natural do esquecimento para que tenhamos a mínima chance e condição de elaborarmos essa autorreflexão, descobrirmos as motivações que sustentam nossos vícios milenares e conseguirmos a formação de reflexos afetivos novos.

O Espiritismo, assim, como doutrina de educação das almas, oferece os melhores métodos para tal cometimento, através de seu inestimável patrimônio de saberes, disponível a pais, mães, educadores e todo e qualquer investigador que tenha dentro de si o desejo sincero de conhecer a Verdade. Tão logo o ser humano resolver-se pela liberdade ante as amarras que o prendem aos baixos desejos; tão logo decida educar o seu pensamento e manter as suas relações sob os alicerces do amor sincero e puro; libertar-se-á com facilidade das malhas terríveis das viciações sexuais. De outra forma, prosseguirá no fosso das paixões insanas e de difícil libertação.


“Ninguém se engane quanto aos compromissos do sexo perante a Vida. E cuide também de não enganar a outrem. Cada um responde pelo o que inspira, e pelo o que faz.”

- Manoel Philomeno de Miranda



Retucci Jerônimo


Créditos:
MIRANDA, MANOEL PHILOMENO DE (Espírito), Sexo e Obsessão; psicografado por Divaldo Pereira Franco. – Salvador, BA: Livr. Espírita Alvorada, 2002.
GALILEI, GALILEU ( Espírito), Amor e Fator Obsessão; psicofonia de João Berbel. – Franca, SP: Editora Farol das Três Colinas, 2003. 
ÂNGELIS, JOANNA DE (Espírito). Adolescência e Vida; psicografado por Divaldo P. Franco. – Salvador, BA: Livr. Espírita Alvorada, 1997.
ÂNGELIS, JOANNA DE (Espírito). Amor, Imbatível Amor; psicografado por Divaldo P. Franco. – Salvador, BA: LEAL, 1998.

BARCELOS, WALTER. Sexo e Evolução; - Brasília, DF: FEB, 1995.


http://www.ojovemespirita.com/
Leia mais

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes