Pesquisar Assuntos Neste Blog

17 de jan de 2014

Primeiros Tempos da FEB - De Ewerton Quadros a Bezerra de Menezes



Federação Espírita Brasileira (FEB) teve sua fundação delineada em reunião ocorrida no dia 27 de dezembro de 1883, na residência de Augusto Elias da Silva – que pensava em fundar “uma instituição que congregasse os elementos dispersos para a obra relevante da unifi cação”.1 Em nova reunião, com data de 2 de janeiro de 1884, foram eleitos para os cargos da Diretoria, com mandato de um ano: Ewerton Quadros (Francisco Raimundo Ewerton Quadros), presidente; F. Figueira (Manoel Fernandes Figueira), vice-presidente; Augusto Elias da Silva, tesoureiro; J. Pinto (João Francisco da Silveira Pinto), secretário; A. Xavier (Francisco Antônio Xavier Pinheiro), arquivista.

Na ocasião, Augusto Elias da Silva ofertou passar o periódico Reformador, do qual era proprietário, para a posse da nova Sociedade, sendo consignado em Ata um voto de agradecimento ao ofertante.2 Com base nas informações veiculadas subsequentemente nesse periódico – que adquiriu representatividade institucional (ofi cial) –, destacamos alguns fatos importantes dos primeiros tempos da FEB.

Primeiros tempos 

As décadas iniciais da FEB foram complexas, apresentando difi culdades fi nanceiras e mudanças sucessivas de sedes alugadas, todavia, prevaleceu, entre os seus colaboradores, o idealismo e a dedicação ao Espiritismo e aos objetivos da Instituição. Anualmente,principalmente em 31 de março, eram realizadas sessões magnas em homenagem a Allan Kardec; houve também uma sessão dedicada a Victor Hugo, homenageando-o, na edição de 15 de junho de 1885, em função de sua desencarnação.3

No mesmo período, foram editados números especiais de Reformador em homenagem a Allan Kardec: 3 de outubro de 1895 e 1898.
As primeiras distinções outorgadas pela FEB se deram em reunião ocorrida no dia 1º de agosto de 1884, quando foram aprovados, como sócios honorários: Visconde de Torres Solanot e Amalia Domingo Soler (Espanha) e Cosme Mariño (Argentina).4
Atuaram como presidentes no período considerado neste texto: Francisco Raimundo Ewerton Quadros (1884 a 1888); Adolfo Bezerra de Menezes (1889 e 1895 a 1900); Francisco de Menezes Dias da Cruz (1890 a 1894); Júlio Cesar Leal (1895).

Divulgação de Allan Kardec e outras obras


Reformador sempre divulgou, em todas as edições, as obras do codifi cador. Nele, também eram transcritas palestras do presidente Ewerton Quadros sobre temas variados. Ademais, eram publicadas, em série, partes de diversos livros. De 15 de maio a 15 de setembro de 1887, foi publicada uma sequência de artigos, elaborados por Léon Denis, sobre o tema “Por que se vive?”. Na edição de 15 de agosto de 1887, publicou-se pela primeira vez um artigo de Bezerra de Menezes: “O que são os nossos sábios”.5 O primeiro artigo de Gabriel Delanne, “A força é independente da matéria”,6 também foi publicado naquele mesmo ano.6
Na seção “Folhetim”, foram publicadas outras obras de Bezerra de Menezes e dos autores franceses supracitados.

Atuação política 

Interessante é esta declaração de natureza política, publicada em seguida à proclamação da República, em 15 de novembro de 1889: A Federação Espírita Brasileira, em sessão de 22 do corrente, resolveu, unanimemente, enviar ao Governo Provisório do Brasil, uma mensagem de congratulação pelo feliz advento da República [...].7

Na ocasião, emitiu-se também opinião sobre o projeto da nova Constituição do Brasil.8 Doravante, em diversos momentos, a FEB posicionou-se sobre o Código Penal da República: em 1º de novembro de 1890, requereu sua revisão – sob o argumento de que “seu autor desconhece, por completo, o assunto sobre que legislou”9 – no que se referia ao Espiritismo; em dezembro de 1890, dilatou o conteúdo da representação dirigida ao ministro da Justiça, incluindo dados internacionais sobre a expansão do Espiritismo; 10 em 1º de novembro de 1891, foi publicada a matéria “O novo Código e o Espiritismo”, reproduzindo a representação feita por Comissão – dedicada ao exame da questão – que teve Bezerra de Menezes como relator.
Bezerra de Menezes

Em Reformador, de setembro de 1886, foi informada a realização de uma palestra do Dr. Adolfo Bezerra de Menezes proferida diante de um público de duas mil pessoas no salão da Guarda Velha, em 16 de agosto de 1886. Conforme consta comentado no periódico, o palestrante, [...] ocupou a tribuna das conferências espiríticas, [...] à luz da razão esclarecida, se entregou ao estudo dos dogmas e preceitos da religião romana, em que foi educado, esteve acima de todo elogio, e impressionou profundamente o ânimo de seus ouvintes.11

Na edição de 15 de agosto de 1895, há a informação de que, em 3 de agosto de 1895, Bezerra de Menezes foi eleito presidente da FEB em Assembleia Geral.
12 Na edição de 1º de janeiro de 1896, foi noticiada a reeleição de Bezerra de Menezes e a aclamação, como sócio honorário, do Sr. Antônio Gonçalves da Silva – Batuíra –, representante da FEB em São Paulo.13
Nas edições vindas a lume entre 1º de janeiro e 1º de março de 1896, foi publicado, em série, o artigo “Os tempos são chegados”, de Bezerra de Menezes.
Nele, constam algumas recomendações feitas pelo autor: A organização [...] pela união dos espíritas e segundo uma orientação uniforme [...]; A chave do estudo e da prática do Espiritismo é o médium, que deve ser moralizado em sua vida privada, conhecedor da doutrina, especialmente do Livro dos Médiuns, e bem desenvolvido no trabalho.14

Em Reformador, de 15 de janeiro de 1900, consta a descrição de um problema de saúde, vivenciado pelo então presidente da FEB, nos seguintes termos: “Um insulto congestivo de que foi acometido o nosso querido chefe Dr. Bezerra de Menezes”,15 impediu que ele comparecesse e se realizasse a Assembleia Geral para proceder à eleição dos diretores da FEB, no dia 5/1/1900”.15 O seu estado de saúde se agravou progressivamente, determinando sucessivos adiamentos da Assembleia Geral, sempre informados pelo periódico. A notícia da sua desencarnação e as repercussões na imprensa do Rio de Janeiro surgem na primeira página da edição de 15 de abril de 1900, havendo publicações correlatas nas edições seguintes.16

Da França, Léon Denis manifestou-se: “Lorsque de tels hommes disparaissent, c’est un deuil, non seulement pour le Brésil, mais pour les spirites du monde entier”.17 Tradução livre da nota publicada em francês: “Quando esses homens desaparecem [leia-se: desencarnam], é um luto, não só para o Brasil, mas para os espíritas em todo o mundo”. Em 4 de maio de 1900, ocorreu a eleição da nova diretoria, sendo eleito Leopoldo Cirne como presidente.18 Em 1º de maio, Reformador já informava sobre campanha em favor da família de Bezerra de Menezes. 19

Manifestações espirituais interessantes


O periódico da FEB não publicava habitualmente mensagens espirituais. No entanto, é interessante notar a transcrição, na íntegra, de uma mensagem psicográfi ca, que a Redação assim introduz: “Em um Centro desta capital foi inesperadamente recebida longa comunicação psicográfi ca de Pedro I”.
Na mensagem, o comunicante lamenta a situação em que seu fi lho se tornou controlado por forças políticas, desviando-se de alguns objetivos.20 Foi divulgado também um poema de Pedro de Alcântara, recebido pela médium Balbina de Souza, em 29 de junho de 1896, do qual transcrevemos dois versos ipsis litteris: “...Tudo existe, ardente e bello, No meu formoso Brazil [...]”.21 Esclarecemos que o autor espiritual não deve ser confundido com nosso segundo imperador. Trata-se de conhecida figura religiosa, até então considerada o “padroeiro do Brasil”, e que, décadas depois, escreveu vários poemas pela psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Informações sobre gestão


No ano de 1891, houve uma campanha de empréstimo de 80:000$000 destinado à compra de um prédio e montagem de tipografia para Reformador, tendo na comissão Dias da Cruz, presidente, e Bezerra de Menezes, vice-presidente.22

Interessante foi a divulgação do Estatuto da FEB, simples e com apenas oito artigos, antecedida da informação: No período de atividade em que se acha a Federação, cumpre que ao conhecimento de todos cheguem as normas que a dirigem, a orientação que a conduz na tarefa de propaganda. [...]23 Junto a uma notícia sobre eleição da diretoria, em 1899, pela primeira vez publicou-se um relatório, assinado pelo tesoureiro Pedro Richard.24 Na edição de 15 de fevereiro de 1899, foi publicado o Relatório geral da gestão.25

O Espiritismo no Brasil e no mundo 

Constantemente, eram noticiadas informações sobre instituições espíritas do Brasil e do mundo. Depois de uma longa matéria estampada na edição de dezembro de 1889, sobre o Congresso Internacional Espiritualista e Espírita, realizado em Paris, em setembro de 1889, ainda surgem matérias sobre o evento até dezembro de 1890.
Em 1900, há uma síntese sobre o Espiritismo no Brasil, divulgando alguns dados: 31 jornais espíritas, mas 10 em atividade; 11 livros publicados; tradução de todas as obras de Allan Kardec, e obras dos escritores franceses Léon Denis, Gabriel Delanne, Camille Flammarion; 79 sociedades adesas, sendo uma no Ceará, 3 em Pernambuco, 2 em Alagoas, 6 na Bahia, 23 no Estado do Rio, 13 na Capital Federal, 6 em São Paulo, 4 no Paraná, 8 no Rio Grande do Sul e 13 em Minas Gerais.26 Naqueles tempos, as instituições se uniam diretamente à FEB.

Nos seus primeiros 16 anos de funcionamento, e dentro do contexto da época, podemos afirmar que a FEB interagia adequadamente com o nascente Movimento Espírita do Brasil e do mundo.


Antonio Cesar Perri de Carvalho


Referências:

1 WANTUIL, Zêus. Grandes espíritas do Brasil. 4. ed. Rio de Janeiro: FEB, 2002. p. 177 e 178.
2 Reformador, ano 2, n. 27, p. 3, 15 jan.1884.
3 ____. ano 3, n. 62, p. 2, 15 jun. 1885.
4 ____. ano 2, n. 42, p. 1, 15 ago. 1884.
5 ____. ano 5, n. 113, p. 3 e 4, 15 ago.1887.
6 ____. ano 5, n. 113, p. 4, 1°ºe 15 ago.1887.
7 ____. ano 7, n. 169, p. 4, 1°ºdez. 1889.
8 ____. ano 8, n. 193, p. 2, 1°ºdez. 1890.
9 ____. ano 8, n. 191, p. 1 e 2, 1°ºnov.1890.
10 ____. ano 8, n. 191, p. 1 e 2, 15 dez.1890.
11 ____. ano 4, n. 91, p. 1, 1°ºset.1886.
12 ____. ano 13, n. 300, p. 1, 15 ago.1895.
13 ____. ano 14, n. 309, p. 2, 1°ºjan.1896.
14 ____. 1°ºjan. (ano 14, n. 309, p. 1) a1°ºmar. (ano 14, n. 313, p. 1) de 1896.
15 ____. ano 18, n. 405, p. 2, 15 jan.1900.
16 ____. ano 18, n. 411, p. 1 a 3, 15 abr.1900.
17 ____. ano 18, n. 416, p. 1 e 2 , 1°ºjul.1900.
18 ____. ano 18, n. 413, p. 2, 15 mai.1900.
19 ____. ano 18, n. 412, p. 4, 1°ºmai.1900.
20 ____. ano 7, n. 170, p. 3 e 4, 15 dez.1889.
21 ____. ano 16, n. 379, p. 3, 15 dez.1898.
22 ____. ano 8, n. 212, p. 4, 1°ºset. 1891.
23 ____. ano 11, n. 247, p. 1 e 2, 1°ºmar.1893.
24 ____. ano 17, n. 382, p. 2, 1°ºfev.1899.
25 ____. ano 17, n. 383, p. 2 e 3, 15 fev.1899.
26 ____. ano 18, n. 420, p. 1 e 2, 1°ºset.1900

0 comentários:

Postar um comentário

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes