Pesquisar Assuntos Neste Blog

24 de out de 2012

Será que Deus sabe o número do meu CPF?







Como é o seu Deus?
Não que exista mais de um, mas, devido nossa profunda ignorância e incapacidade de entendê-lo, de saber o que Ele significa, cada um de nós constrói um deus próprio, e ai é que começamos nossa discussão.
Vou contar-lhes quem é o meu deus, como eu o construí. Parto das seguintes premissas:
Deus é a origem e causa primária de todas as coisas, eterno e perfeito. Ele é infinitamente bom e justo.
Acredito que este é o máximo que podemos compreender Dele, pois como já disse Huberto Hodem: Que deus seria esse que em tua inteligência coubesse?
Da causa primária e da inteligência suprema surgiu e surge todo o resto, incluindo nossas inteligências, entretanto, este deus sabe onde você mora? Sabe o número do seu telefone? O número do seu CPF? Um deus onipresente e onisciente saberia isso?
No meu ponto de vista não, pois Ele é a causa primária e não a causa imediata de todas as coisas, do contrário não existiriam injustiças, violências, tristezas, apenas amor e perfeição. Assim, nós somos a causa imediata de nossos corpos, de nossas alegrias e também de nossas tristezas, não Deus.
Nossa ignorância e primitividade nos distanciam Dele, nossa incompetência ou inabilidade para entendê-lo é flagrante, mas ainda assim, somos capazes de senti-lo e é este o grande canal para nos conectarmos a Ele, que sempre está próximo de nós.
O deus que eu concebi em minha mente e em meu coração, criou todas as leis naturais do(s) universo(s) e ordenou todas as suas possibilidades de maneira a uma geração infinita destinada (e aqui podemos realmente usar a palavra destino), à felicidade e ao bem estar. Desta forma, não pode haver nada sobrenatural, já que Ele não faria nada que não fosse perfeito. Portanto, as leis naturais são perfeitas, sendo assim, não pode existir nada acima disso, sobre o natural.
Seguindo este pensamento descarto os milagres e o sobrenatural, ficando apenas com o “místico” que denota o misterioso, o não entendido, não compreendido, o ignorado; este sim, um campo quase infinito, ou talvez infinito, a ser explorado por nossas consciências.
Este meu deus não estruturou suas leis de forma a permitir nenhuma possibilidade de involução, ou de se perder, por qualquer motivo, uma inteligência, energia ou sabedoria, simplesmente porque tudo é perfeito e infinito na sua criação.
O meu deus não criou a Terra, mas quem a criou já têm conhecimento suficiente de suas leis e possibilidades para fazê-lo, assim como o meu deus não criou meu corpo, fui eu, plasmando-o a partir do conhecimento que amealhei em experiências anteriores, nas quais fui conduzido e auxiliado por outras inteligências maiores que a minha.
Sendo assim, apesar da onisciência que Ele tem, não sabe o número do meu CPF (isso não importa), não sabe o meu nome (que nome seria o meu?), Não sabe o que se passa na minha vida, quais são os pequenos e ingênuos motivos das minhas dores e das minhas angústias, mas sabe que existo, sabe em que ponto estou da evolução, e que evoluo.
Creio que Deus está em tudo e que tudo esta em Deus.
Nós somos compostos de trilhões de células, mas você sabe se elas estão metabolizando glicose ou proteínas neste momento? Você sabe se aquela sua hemácia foi destruída pelo baço hoje ou ontem, ou se será amanhã? Sabe se sua última refeição trouxe aquela vitamina que seus neurônios estavam querendo tanto? Pois é assim que eu consigo entender a relação de Deus conosco, como se nós fossemos uma célula do tecido divino.
Esta visão parece produzir um deus distante, indiferente, será?
A física quântica observa que a causa da ordem vai ficando mais oculta conforme esta ordem ganha magnitude em seus níveis de complexidade, e que a média dos eventos a nível subatômico podem sim, trazer manifestações a nível celular, apesar de que o comportamento independente das partículas se anula conforme vence estes níveis de complexidade. Mas podemos usar, também, o conceito de que a matéria tende ao caos, e que a anulação da entropia depende de uma força organizativa, uma inteligência, uma vida.
Usando um ou outro conceito, ou mesmo os dois, pois não são excludentes, outrossim complementares, vamos chegar à conclusão que Deus, sendo a causa primária e origem de todas as coisas, estando no início e na base do progresso das individualidades, não pode ser identificado à não ser que retornemos, ponto a ponto, magnitude a magnitude até o encontrarmos como fonte única e inesgotável de tudo.
Isto nos obriga a admitir co-criadores, ou seja, as inteligências criadas pelas leis naturais, e que também evoluem segundo tais leis, criam, ou melhor dizendo, co-criam os universos em que existem e interagem, portanto, participam da sua criação. André Luiz, pela psicografia de Chico Xavier já nos trouxe este conceito, e nos coloca como co-criadores menores enquanto que espíritos como o de Jesus, por exemplo, são co-criadores maiores.
Por isso, quando me perguntam se Deus criou a terra, a resposta é sim, porque ele criou tudo o que existe, e não, porque quem a organiza e desenvolve, desde o início, são as inteligências co-criadoras do universo, no caso do nosso planeta, acreditamos tenha sido Jesus com uma vasta equipe de arquitetos e especialistas que, como ele, ascenderam a altos níveis de consciência e sabedoria das leis naturais criadas por Deus.
Se me perguntam se foi Deus que me criou, a resposta é sim, porque ele criou tudo o que existe, mas não, se for me reportar ao fato de que sou produto da evolução e conseqüência das leis naturais que Ele determinou. Se a pergunta for referente ao meu corpo, ai então que a resposta é não mesmo, pois eu mesmo estruturei-o segundo minhas condições atuais de desenvolvimento e as leis naturais às quais estou submetido.
Num primeiro momento este meu deus me deixou desamparado, ou seja, eu costumava acreditar que Ele estava ao meu lado (literalmente), e eu cheguei à conclusão de que Ele está, mas não está. Está porque Ele está em tudo e tudo está Nele, mas não está, porque me parece agora, uma visão pueril Dele, segundo nossa necessidade de acreditarmos existir um “pai” que garante nosso amparo e nossa felicidade, façamos as coisas de um jeito ou de outro.
Gostamos de acreditar no deus que sabe o número do nosso CPF, que sabe onde trabalhamos e como vivemos nossas vidas, e me refiro a Ele como Pai, que ele é, já que nos criou como criou tudo o que existe, mas pelo motivo errado, pois uso o deus paternalista, para justificar meus erros e as suas conseqüências. Não gostamos de assumir nossos erros e preferimos atribuir a outros, as conseqüências menos felizes de nossos atos e pensamentos, usando um deus antropomórfico e paternalista para justificar nossa falta de compromisso com a vida e com o nosso processo de aprendizado e evolução.
Este Deus, que parece distante, mas não está, é Aquele ao qual eu devo me ligar para me sentir bem, e posso fazer isso pela prece, onde tenho a oportunidade de fazer uma conexão com o fluxo universal de idéias e acompanhá-lo na direção Dele, esclarecendo sobre mim mesmo e comungando com outras inteligências que estão ao meu lado ou à minha frente na escala evolutiva. É a estes “irmãos”, co-criadores maiores, a quem devo me reportar para pedir ajuda e orientação, eles sim sabem o meu CPF, eles estão fazendo parte de uma rede infinita de inteligências, em um patamar mais alto do que aquele no qual nos encontramos agora, e é com eles que nos relacionamos em nível espiritual.
Esta idéia de Deus que eu construí na minha cabeça e no meu coração, não diminuiu o respeito ou a fé que eu tenho, mas pelo contrário, tornou-o mais real e menos antropomórfico, colocando mais responsabilidade sobre mim mesmo acerca da minha vida e de tudo o que me cerca, pois Ele não escreveu o roteiro da minha vida, eu mesmo faço isso, ele não vai salvar o planeta de nossa irresponsabilidade, ele não me pune nem me agrada, mas permite que eu exista, que eu aprenda, que eu crie, que eu evolua, segundo os caminhos que escolho e percorro, posto que se eu tiver a infelicidade de tomar o caminho errado, as leis naturais tratarão de me empurrar de volta.
 Por isso, pare de pedir para Deus fazer você passar na prova do concurso, estude; pare de pedir a Ele para encontrar um amor na sua vida, procure-o; pare de pedir para ter um emprego bom com um salário melhor ainda, qualifique-se; pare de reclamar que a vida não tem sido justa com você, pois ela é muito mais do que justa, ela te empurra para o caminho certo, mesmo que você relute.
Não coloca na mão de Deus a sua responsabilidade, não espera que Ele conduza sua vida, assume a direção, esta tarefa e sua, ele não sabe o número do seu CPF.


Prof. Dr. Décio Iandoli Jr. – Com doutorado em medicina pela UNIFESP-EPM, é professor titular da cadeira de Fisiologia nos cursos de Fisioterapia, Farmácia e Biologia da Universidade Santa Cecília (UNISANTA), responsável pela disciplina de Envelhecimento e Espiritualidade do curso de Gerontologia da UNISANTA, atual vice-presidente da Associação Médico-Espírita de Santos (AME-Santos), e autor dos livros “Fisiologia Transdimensional”, “Ser Médico e Ser Humano” e “A Reencarnação Como Lei Biológica” editados pela FE. Apresenta o programa “Ciência e Espiritualidade” pela TV Mundo Maior.  E-mail:  decio@movimentoespirita.org

0 comentários:

Postar um comentário

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes