Pesquisar Assuntos Neste Blog

22 de fev de 2015

Toda a Criação




Na questão 860, de O livro dos espíritos, interroga Allan Kardec: Pode o homem, pela sua vontade e por seus atos, evitar acontecimentos que deveriam realizar-se e vice-versa? Indagação interessante. É possível evitar algo que está para ocorrer ou fazer acontecer algo que não estava programado? Responde o mentor espiritual: Pode, desde que esse aparente desvio possa caber na vida que escolheu. Além disso, para fazer o bem que lhe cumpre – único objetivo da vida –, é permitido ao homem impedir o mal, sobretudo aquele que possa contribuir para a produção de um mal ainda maior.
Essa questão enseja profundas reflexões sobre os destinos humanos, demonstrando as alternativas decorrentes do exercício do livre-arbítrio. Sem dúvida, exercitar boas ações é o que de melhor podemos cogitar, considerando que estamos submetidos a um mecanismo de causa e efeito que sempre dará a cada um segundo suas obras, conforme ensinava Jesus.
Se desejo o bem para mim, é evidente que devo praticá-lo onde estiver: em casa, na rua, na atividade profissional, na vida social, no culto religioso… O que soa estranho é situá- -lo como o objetivo único da vida, conforme diz o mentor. Não há outros, igualmente importantes?
Adquirir conhecimentos e virtudes. Combater mazelas e imperfeições. Desenvolver potencialidades criadoras. Resgatar débitos cármicos. Aprender a conviver com a sogra… Não seria mais acertado dizer que o objetivo da existência é nossa evolução, galgando estágios mais altos de espiritualidade? Antes de responder a essas dúvidas, consideremos a suprema realização do Espírito humano.
Seria nossa comunhão com Deus, plenamente integrados nos ritmos do universo. Eu e o Pai somos um – dizia Jesus, referindo-se a essa comunhão. Quando estivermos em condições de afirmar isso teremos alcançado o ápice de nossa evolução, refletindo a Grandeza divina em nossas ações.
Seremos prepostos de Deus, participantes da obra da Criação. Qual a condição fundamental para essa comunhão em plenitude com o Senhor? A resposta está na Primeira Epístola de João, capítulo 4, versículo 16. Diz o apóstolo: “Deus é amor. Quem está em amor, está em Deus e Deus está nele”. Então, o grande recurso para uma comunhão com Deus é o amor, aquele amor divino que equilibra os astros e sustenta a vida. Como chegar ao divino amor que nos coloca em comunhão com o amor divino? Resposta simples: chegaremos ao divino amor com o exercício da bondade. Considerando que amar é querer o bem do outro, é com o bem do outro que exercitamos o amor. Por isso o objetivo único da existência, seja na Terra ou em qualquer quadrante do universo, é a prática do bem, que sempre será o mais legítimo exercício de amor, o mais legítimo recurso para nos aproximarmos de Deus Há benefícios incríveis quando assim agimos. Pesquisas demonstram que as pessoas que se integram nos serviços em favor do próximo, em bases de voluntariado, vivem mais, a partir de dois benefícios. O primeiro é a melhoria de seu padrão vibratório.
Mãos servindo são antenas que estendemos para a sintonia com as fontes da vida e a captação das bênçãos de Deus, sustentando- -nos a saúde e o bem-estar. Diz Hermínio Miranda, grande escritor espírita, que há muitos espíritas fazendo serão, trabalhando além do expediente, que seria o seu tempo de vida, em abençoadas moratórias, porque são úteis, porque se empenham em servir, porquanto, como ensinava Jesus, a Seara é grande e poucos são os seareiros. Portanto, se desejamos prolongar a existência, vamos beber sempre, em largos goles, o elixir do bem.
Outro benefício que recebemos com esse comportamento são as vibrações de gratidão daqueles que beneficiamos.
Elas constituem verdadeiro tônico, que fortalece o corpo e tranquiliza a alma, bases para a longevidade. Pensemos no alcance de um “Deus lhe pague!”. Conta Ramiro Gama, no livro Lindos casos de Chico Xavier1 que, certa feita, atrasado para o serviço, o médium seguia apressado pelas ruas de Pedro Leopoldo. Ao passar defronte à casa de dona Alice, uma frequentadora do Centro, ela o chamou: – Chico, estava à sua espera. Desejo uma explicação. Sem deter-se, o médium respondeu: – Estou muito atrasado, dona Alice. Na hora do almoço, lhe atenderei.
E seguiu adiante. Emmanuel surgiu e lhe disse: – Volte, Chico, atenda à irmã Alice. Gastará apenas alguns minutos. Chico voltou. A senhora ficou feliz – Sabia que você voltava, conheço seu coração! E pediu-lhe explicação de como tomar determinado remédio homeopático receitado pelo doutor Bezerra de Menezes por seu intermédio. Chico explicou rapidamente. Ela agradeceu: – Obrigada, Chico. Você é um anjo. Deus lhe pague! Vá com Deus! Chico partiu apressado. Emmanuel apareceu novamente. – Olhe para trás, Chico. Ele virou-se e viu, admirado, vibrações luminosas que partiam dos lábios de dona Alice, em seu vá com Deus. Emmanuel concluiu: – Observou, Chico, o que acontece quando atendemos nossos irmãos? Imagine se, ao invés de um vá com Deus, ela dissesse, magoada, vá com o diabo! Importante que em nossa contabilidade existencial tenhamos muitos “Deus lhe pague!”. São créditos abençoados de saúde e bem-estar em favor de uma existência tranquila e feliz.
No livro Eu sou Malala temos a experiência de uma menina paquistanesa que sofreu atentado de um membro do Talibã, essa seita de fanáticos que imaginam ser a mulher mera escrava do homem, sem nenhum direito, nem mesmo o de estudar.
Julgam agir em nome de Deus, apelando para o ódio, sem compreender que só o amor nos torna intérpretes da Vontade divina. Malala Yousafzai levou um tiro na cabeça porque insistia em estudar, contrariando a proibição. Oportuno lembrar que ela dividiu o prêmio Nobel da Paz de 2014 com o ativista indiano Kailash Satyarthi, ambos por sua luta contra a opressão de crianças e jovens e pelo direito a todas as crianças à educação, segundo anunciou o Comitê Nobel norueguês.
O que nos chamou atenção no livro foi uma observação da jovem, reportando-se a um ditado da sabedoria paquistanesa: “Quando oferecemos arroz aos pobres, até mesmo as formigas e os passarinhos que comem os grãozinhos que caem ao chão passam a orar em nosso benefício”. Toda a Criação vibra por nós quando praticamos o bem, o objetivo único da vida.
1 N.R.: Capítulo Vá com Deus. Disponível em: http://goo.gl/aNQioE.

Richard Simonetti
richardsimonetti@uol.com.br

0 comentários:

Postar um comentário

VOTE AQUI

Doutrina Espírita para Principiantes

Loading...
Loading...

Postagens Populares

Isto não é Espiritismo - Frases, Fotos e Luzes

Minha lista de blogs

POST POR ASSUNTOS

a (1) ABORTO (9) ADULTÉRIO (1) ALCOOLISMO (1) Allan Kardec (11) ALMA (2) ANENCEFALIA (5) ANIMAIS (4) ANIMISMO (5) ANJOS (2) ANOREXIA (1) ANSIEDADE (1) APARIÇÕES (4) Artigo (524) AS DORES DA ALMA (12) AS DORES DA ALMA;ORGULHO (1) ÁUDIO E VIDEO (2) BIOGRAFIA (12) BULLYING (2) CALUNIA (4) CÂNCER (1) CARÊNCIA (1) CARIDADE (14) CARNAVAL (4) CASAMENTO (6) CASOS (5) CATARINA DE SIENA (1) CENTRO ESPIRITA (3) CHACRA (1) CHICO XAVIER (243) CIRURGIAS ESPIRITUAIS (6) CIUMES (2) CLONAGEM (1) CONVIVER E MELHORAR (7) CREMAÇÃO (1) CRIANÇA INDIGOS (8) CRIANÇAS (8) CULPA (1) DEPRESSÃO (16) DIALOGO COM AS SOMBRAS (28) DIVALDO FRANCO (145) DIVORCIO (2) DOAÇÃO DE ORGÃOS (1) DOENÇAS (8) DORA INCONTRI (12) DOWNLOAD (5) DUENDES (1) EMMANUEL (67) ENTREVISTA (25) EQM (4) ESPIRITISMO (5) ESPIRITO (26) EUTANÁSIA (4) EVENTO (121) EXILADOS DE CAPELA (2) FAMILIA (26) FANATISMO (3) (2) FEIRA DO LIVRO ESPIRITA (11) FELICIDADE (5) FILHO ADOTIVO (6) FILHOS (22) FILME (36) FINADOS (4) FLUIDO (2) FOTOS (17) GUERRA (2) HOMOSSEXUALIDADE (20) HUMOR (4) INVEJA (2) Joana de Ângelis (100) JORGE HESSEN (24) JORGE HESSEN art (3) LIVRE ARBITRIO (4) LIVRO (57) LIVRO DOS ESPIRITOS (2) LUTO (2) MÃE (3) MÁGOA (5) MALEDICÊNCIA (2) MARILYN MONROE (1) MEDIUM (67) MEDIUNIDADE (83) MELANCOLIA (1) MELINDRE (4) MENSAGEM (375) MESA GIRANTE (2) MÔNICA DE CASTRO (8) MORTE (60) MOURA FÉ (63) MUSICA (6) NILZA AZEVEDO (10) NOTICIAS (236) OBSESSÂO (20) ORGULHO (3) PASCOA (2) PÁSCOA (3) PASSE (9) PEDOFILIA (2) PERDÃO (15) PERISPIRITO (6) PERSONAGEM DA BOA NOVA (6) PINTURA MEDIUNICA (4) POESIA (10) PRECONCEITO (22) PROVAS (13) PSICOGRAFIA (4) QUALIDADE NA PRATICA MEDIUNICA (10) RECOMEÇAR (2) REENCARNAÇÃO (37) REFLEXÃO (104) RELACIONAMENTO (35) RELIGIÃO (1) RENOVANDO ATITUDES (31) S (1) SEMESPI (17) SEXO (14) Síndrome de Down (1) Síndrome do Pânico (1) SOLIDÃO (2) SONAMBULISMO (4) SUICIDIO (11) TATUAGEM (1) TOLERANCIA (3) TÓXICOS (5) TRAGÉDIA (5) TRANSTORNO BIPOLAR (1) TRISTEZA (1) VAIDADE (2) VAMPIRISMO (5) VIAGEM ASTRAL / DESDOBRAMENTO (1) VIDEO (28) VINHA DE LUZ (3) VIOLENCIA (2) ZIBIA GASPARETTO (7)

Visitas Recentes